Ouça Rádio Aliança

segunda-feira, 4 de abril de 2011

7 - PARÂMETROS BÍBLICOS PARA A VESTIMENTA DO CRISTÃO

 Conclusão sobre o A vestimenta do Cristão Verdadeiro

Perguntas que se devem fazer ao vestir uma roupa:

1)Essa veste desperta, no sexo oposto, atração ou serve para impor respeito e a devida distância no trato interpessoal?
2)Essa minha maneira de vestir é respeitosa ou provocativa?

          Diante tudo o que até aqui se viu, é indubitável o interesse de Deus em, assim como fez com o primeiro casal, continuar vestindo os seus filhos.(Mt 6.28-30)
          Porém, se Deus está interessado na provisão,também está interessado em como serão tais vestimentas. Por isso, ao longo de toda a Bíblia, determina-nos como devemos nos vestir. É certo que, com o decorrer dos tempos, cada vez mais os padrões de nossa sociedade vão se distanciando dos parâmetros divinos. Isto, contudo, não é razão para desobedecermos aquilo que Ele traçou.Pelo contrário, quanto mais marcante for a nossa fidelidade em contraste com a depravação do mundo,mais irá brilhar a nossa luz no meio das trevas e maior será a nossa prova de amor para com o nosso amado Jesus. Foi Ele próprio quem disse “se me amais, guardareis os meus mandamentos” (Jo 14.15).
          O nosso amor para com Jesus deve ultrapassar quaisquer obstáculo,deve ser capaz de nos dar forças para sermos diferentes deste mundo que jaz no malígno; mundo que já está condenado à destruição.
          Por isso a vestimenta do homem é a calça e a da mulher saia ou vestido,de preferência sem abertura, porém se houver,não deverá ultrapassar o limite minimo de comprimento da saia.
         Qual é este limite minimo de comprimento ou de decência?O comprimento da saia ou vestido para estar dentro do padrão de decência, deverá cobrir os joelhos, inclusive quando a irmã estiver sentada.
         O ideal seria que a saia ou vestido não tivesse abertura, para que por isso alguns não tropessem (Lc 17.2), porém uma coisa é certa, se o comprimento da vestimenta feminina estiver assima do limite minimo de comprimento ou a abertura ultrapassar este limite esta vestimenta é considerada indecente.
         Isto, contudo, não significa dizer que o crente deve ser diferente só para ser diferente.Não! A diferença entre o crente e o mundo só tem relevância e sentido quando se dá em razão de uma contrariedade do costume de uma sociedade em relação à lei de Deus.
         Assim, quando alguém mais desavisado poderia dizer: crente não tem que andar na moda!É claro que o crente pode andar na moda.Moda é um estilo geralmente aceito em determinada época.E andar de acordo com o geralmente aceito por uma sociedade não é pecado, desde que, repita-se, este estilo não ofenda a palavra de Deus.Imaginem se, só para dizer que somos diferentes, fossem andar todos os crentes de fraque,cartola e bengala, como os “moços de sociedade” do século passado.Cairíamos desobedecendo a determinação de Deus de que devemos usar o bom senso no vestir.
         Assim, os crentes andam de traje, camisa social e gravata porque esta é a moda de nosso tempo; moda que não ofende a Bíblia Sagrada.As mulheres, por sua vez,andam de vestido, ou de saia e blusa ou algo do gênero pois é a moda de nosso tempo.A moda, igualmente, segue tendência de cores, tecidos, estampas, conforme as estações e outros elementos variantes.Isto tudo é normal.
         Porém devemos fazer a moda ser coada pelo filtro de cinco camadas da Palavra de Deus;vale lembrar:(1) controle do Espirito Santo,(2) decência, (3) modéstia, (4) bom senso e (5) simplicidade.
        Vamos dar um exemplo de um vestido.Nos últimos tempos, está em voga o uso da microfibra.Isto não é problema.A orientação dos estilistas é que o comprimento seja acima do joelho.Opa! Já não passou pelo filtro da decência.Que se use microfibra, que se use cores claras, mas não em vestido sensual.
        Entretanto o que não pode ser confundido é moda com modismo. Modismo é a moda passageira e extravagante.São cores berrantes, são exageros e criações tresloucadas.É moda criada só para tirar dinheiro dos incaltos.É fruto do desejo de aparecer, de ostentar.É o simples desejo de imitar o mundo,as atrizes, cantores,etc. O modismo, assim como surgiu, passa. E aí fica a pessoa com uma roupa ou sapato que não pode usar para ir a lugar algum, porque se for vai passar a maior vergonha.Isto é pecado.É gastar dinheiro sem sabedoria, é ser vítima da emulação e dos ciúmes.
        Há alguns anos atrás, houve o modismo das calças boca-de-sino.Alguns cantores evangélicos tiraram fotos para as capas de seus discos com aquilo. Hoje, devem ter vergonha só de olhar para aqueles fiascos.A modéstia no vestir, a sobriedade no trajar,livra o crente de sofrer chacota.Aquele que não se deixa levar pelos modismos, sempre estará vestido de forma decente e com bom senso, de maneira digna e honrada, como um verdadeiro servo de Deus.
       Que seja assim o nosso trajar.Com santidade e temor ao Senhor.E “o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo;e o vosso espírito,alma e corpo, sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” (1 Ts 5.23). Amém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário