Ouça Rádio Aliança

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Pastor Everton Cadore GMUH 2010 - Assistir Online Pregação Completa


Gideoes 2010 Manha Domingo 25-04 - Pr. Everton Cadore 28o GMUH from oxanexios on Vimeo.

Pastor Abilio Santana GMUH 2010 - Assistir Online Pregação Completa


Gideoes 2010 Leprosos sim, Covardes nao - Pr. Abilio Santana 28 GMUH from oxanexios on Vimeo.

13 Razões por que a mulher não deve cortar o cabelo

13 Razões por que a mulher desagrada a Deus (peca) ao cortar seu cabelo.
Introdução:
Sabe-se que este assunto, principalmente no meio evangélico, é muito polêmico e inúmeros são os argumentos tanto de quem acredita que não há problema algum na mulher em cortar o cabelo, como de quem condena esta atitude.
Por isso através deste comentário queremos compartilhar o por quê muitos cristãos e igrejas ensinam contra a mulher cortar o cabelo, visto que a posição oposta a esta se encontra em muitos comentários em livros, sites, blogs, etc.
A base para este assunto está na primeira carta aos Coríntios capítulo 11. Este capitulo é muito revelador pois Paulo inspirado pelo Espírito Santo, ensina sobre um assunto de ordem doutrinária, sobre autoridade espiritual delegada, revelando a cadeia da autoridade e ensina a igreja a trazerem consigo três sinais visíveis que deviam ser respeitados: a santa ceia, o cabelo curto sobre a cabeça do homem o cabelo crescido sobre a cabeça da mulher.

1° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 1: Porque o cabelo sobre a cabeça da mulher é um Sinal requerido por Deus
(I Corintios 11:10) - Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.
A bíblia estabelece uma linguagem de Deus através de Tipos e Sinais.
Tipos: São prefigurações de verdades espirituais que estão por ser reveladas.
Dai deriva-se a palavra tipologia, o Tipo aponta para o futuro.
Sinais: São prefigurações materiais de realidades espirituais preexistentes.
O Sinal anuncia uma ação divina ou uma aliança já acontecida.
O arco-íres, por exemplo, é um sinal, pois aponta para uma aliança já realizada entre Deus e a humanidade, representada, no ato, por Noé.
Desde a antiguidade o Senhor tem materializado realidades espirituais por meio de sinais visíveis e palpáveis.Vejamos:
A aliança com Noé: Sinal: o arco-íris
Aliança com Abraão: Sinal: a circuncisão
O pacto com Moisés:Sinal: A arca da Aliança ou do testemunho
O memorial da morte de Cristo: Sinal: A santa ceia
A renuncia do mundo e pecado por uma pessoa: Sinal: O batismo nas águas
Novo nascimento, devolvendo a imagem e glória de Deus:Sinal: Cabelo curto ao homem
Autoridade espiritual delegada: Sinal:Cabelo cumprido sob a cabeça da mulher
Há sinais que o ser humano dá a Deus:
O batismo nas águas, representa a renúncia do mundo e do pecado.
Há sinais que também são tipos de coisas vindouras:
A circuncisão- Sinal da aliança de Deus para com Abraão
Tipo da renúncia da velha natureza decaída
(Gálatas 6:15) - Porque em Cristo Jesus nem a circuncisão, nem a incircuncisão tem virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura.
Quando o homem pecou, provocou três problemas a serem tratados por Deus no plano da salvação:
a-O problema legal:
Com a perda da inocência o homem estava condenado à morte.
A solução à este problema foi a Justificação, ou seja, através do sangue do santo Jesus, a base da nova aliança, satisfez a justiça divina.
Porém para a salvação do ser humano não é suficiente apenas o perdão, se continua dominado pela velha natureza pois voltará a pecar. A antiga natureza empurra o homem para o pecado, este é o segundo problema:
b-Um problema de natureza espiritual:
O homem perdeu a imagem e glória e adquiriu uma natureza decaída e suscetível a influências diabólicas.
A solução de Deus foi a Regeneração, conhecido também como o Novo Nascimento. Mediante a obra do Espirito Santo, através do novo nascimento, sopro de vida, Cristo soprou sobre a sua igreja o seu Espírito devolvendo a glória de Deus ao homem.
A nova natureza confere ao homem desejo de santificar-se e andar segundo a vontade de Deus.
c-Um problema de Autoridade Espiritual:
Com o pecado, o homem perdeu o dôminio sobre a criação concedido outrora por Deus.
Para este problema o Senhor determinou que mediante a submissão e santificação a autoridade espiritual seria reestabelecida (Tg 4.7).
No capítulo 11 de 1 coríntios há três sinais que Deus requer da sua igreja :
a- A santa ceia-Faz lembrar do ponto de partida do plano da redenção, baseado no sangue de Cristo que nos Justifica. Sinal da Justificação
(I Corintios 11:25) - Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim.
(I Corintios 11:26) - Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha.
b-O cabelo curto ao homem- É o sinal que Deus estabeleceu na igreja, para lembrar a verdade espiritual do novo nascimento, que devolve a imagem e glória de Deus ao ser humano.
(I Corintios 11:7) - O homem, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus, mas a mulher é a glória do homem.
Veja que o cabelo curto é o sinal de que, por meio do novo nascimento, Deus devolve ao ser humano a situação espiritual original, em que o homem refletia a imagem e a glória de Deus, tendo essa imagem e glória sido repassada e experimentada pela mulher por ter ela saído do homem.
c-O cabelo comprido na mulher- Como sinal da autoridade espiritual.
(I Corintios 11:10) - Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.
Se a santa ceia é um ato praticado por homens e mulheres, por que o novo nascimento e a autoridade espiritual teriam seus sinais expostos?
O sinal de glória de Deus foi estabelecido no varão porque foi sobre o homem que Deus soprou sua imagem no Édem. A imagem de Deus foi passada a mulher por meio do homem.
A mulher recebe o sinal de autoridade por dois motivos:
1-É que a autoridade espiritual é exercida sempre mediante a submissão de uma outra autoridade. É natural que traga o sinal de autoridade por que na cadeia espiritual está sujeita ao homem.(1Co 11.3)
2- Quando a humanidade entregou-se ao pecado, no Édem, o Senhor disse a mulher:
(Gênesis 3:15) - E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
Por isso nas civilizações pagãs as mulhes são despresadas e massacradas.
Na China-Quando uma filha nasce é uma verdadeira desgraça para a família, na Índia mulheres são queimadas vivas quando o marido morre e é cremado, no Oriente, homens compram meninas pelo preço de galinhas, sem falar nas burKas.
Cristo por meio da salvação, possibilitou-nos a submissão a Deus através da santificação, devolvendo a autoridade perdida.
Deus estabelece como sinal da devolução dessa autoridade para o ser humano, o cabelo cumprido sobre a cabeça da arquiinimiga de satanás: a mulher.
Os três sinais divinos da obra realizada por Cristo em favor do homem são: a santa ceia, o cabelo curto no homem e o cabelo cumprido na mulher.
Esses sinais representam o que Deus fez, são milagres que Deus dá ao homem: justificação, novo nascimento e autoridade espiritual.
Compreendemos então que O cabelo não cortado na mulher é Sinal da submissão à cadeia de autoridade espiritual estabelecida por Deus.
É também Tipologia da submissão da igreja (noiva) a Cristo (noivo), assim o uso de cabelos cortados por membros do sexo feminino de uma igreja, representa rebelião dessa igreja à autoridade de Cristo.
Quando Deus estabelece um sinal este deve ser cumprido independente da nova revelação pessoal.
Deus não precisa falar individualmente ou particularmente pois o sinal está estabelecido na sua palavra.
Já que vimos que Deus estabeleceu o cabelo crescido sobre a cabeça da mulher como um Sinal de realidade espiritual realizada no plano de salvação, observaremos como Deus zela pelos Sinais que ele estabeleceu para nos guardar.
Vimos que os sinais que dependem da iniciativa do homem têm grande valor diante de Deus e a não observância dos tais trazem resultados desastrosos.
Mesmo nós não compreendendo o completo significado dos tipos e sinais, Deus dá importância a eles e nosso dever é obedecer exatamente a palavra de Deus.
Os santos do AT não entendiam o porquê dos mandamentos e planos divinos pois eram sombra de algo que viria, tipo de uma era vindoura, mesmo assim sem exata compreensão, obedeciam.
Comprovação Bíblica:
1-A resistência de Eva ao plano de Deus destruiu o ministério de Adão.
2-A experiência de Moisés:(Ex 4.25,26)
Zípora mesmo sem compreender e aceitar ,ela cumpriu com o sinal e isso foi a salvação da vida de seu marido.
Quando Deus estabelece um sinal este deve ser cumprido independente da nova revelação pessoal.
Da mesma maneira a questão do cabelo não depende de uma revelação pessoal. Deus não precisa falar individualmente ou particularmente pois o sinal está estabelecido na sua palavra.
3-A experiência de Davi com a arca:(2 Sm 6.3-7)
Não poderia ser tocada, havia uma forma de carregá-la.
Quando se trata de sinais não importa a boa intenção e sim que seja cumprido a risca a forma que Deus estabelceu.
Uzá, levou a mão e tocou na arca, o que não poderia acontecer segundo o estabelecido por Deus.O resultado foi a sua morte, tudo por que não observou a ordenança de Deus.
Ora se Deus estabeleceu o batismo como um sinal e é unânime a sua observância, por que o sinal do cabelo como sinal de autoridade deixaria de ser observado?
4-Alguém duvida dos efeitos o participar da santa ceia indignamente:
(I Corintios 11:29) - Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do SENHOR.
5-A experiência de Moisés:
Moisés destruiu parcialmente a tipologia pretendida por Deus no ferir a rocha o que lhe custou a não entrada a terra prometida.
Não deixamos de observar o sinal da autoridade espiritual devolvida a Igreja de Cristo e como sinal desta o cabelo crescido ou cumprido sobre a cabeça da mulher.

2° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 2: Porque não se trata de costume mas de Doutrina Bíblica
O conceito de doutrina segundo o dicionário Aurélio é o seguinte: é o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso ou,ainda,uma regra, preceito ou norma.Tal conseituação portanto é bastante adequada aos princípios bíblicos.É comum ainda denominar-se doutrina princípios que norteiam um sistema religioso, ex.: doutrina do Espirito Santo, doutrina da salvação...
Costume é um uso que, numa congregação ,comunidade ou denominação expressa um sentido de obrigatoriedade entre seus componentes.
Em cotejo com a Bíblia podemos dizer que há três tipos de costume:
Costome contra legem: Contrários a doutrina Bíblica, são aqueles costumes que de alguma forma contrariam a vontade de Deus expressa através da Bíblia, este constitui-se pecado.
Costume secundum legem:De acordo com a Bíblia, são aqueles costumes que observam aquilo que a Biblia ensina na maneira de agir, vestir etc.
praeter legem: Indiferentes ou paralelos a doutrina Bíblica, são costumes que não contrariam a biblia mas tambem não são ordenados por ela , ou seja, indiferentes, irrelevantes a vontade de Deus.
Quando observamos a Doutrina da salvação, logo nos deparamos com alguns atributos da salvação: regeneração, justificação, filiação e Santificação.
Veja que santificação faz parte da doutrina da salvação.Mas será que a santificação deverá ser aplicada ao cabelo? A Bíblia responde:
(I Tessalonicenses 5:23) - E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo.
(Romanos 12:1) - ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
(I Tessalonicenses 4:4) - Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra;
Vimos que a santificação deve ser aplicada ao corpo do salvo,inclusive a vontade de Deus revelada pela Bíblia acerca da santificação do cabelo do cristão.
Então a ordem divina em não cortar o cabelo para a mulher é uma doutrina pois faz parte da santificação que é um atributo da Doutrina da Salvação.
O apóstolo Paulo ratifica esta posição quando introduz o assunto sobre a revelação da vontade Divina para o cabelo do cristão:
(I Corintios 11:2) - E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei.
Paulo introduz o assunto que estava para ser explanado, lembrando que o tema não era novo ou seja, já fazia parte do conjunto doutrinário que já passara à igreja de Corinto.
O apóstolo não estava falando de algo particular ou momentâneo, iria falar de algo que era peculiar ao ensino cristão dado às igrejas de Cristo.(1Co 11.16)
As palavras "preceitos ou tradições" do latim "tradito", significa o conjunto de todos os ensinos que o apóstolo Paulo ensinara às igrejas.
Outra evidencia de que esta doutrina não é somente um costume é o fato de que ela não foi dirigida apenas à mulher, mas também ao homem.
Este mandamento faz parte da Doutrina da verdadeira Igreja de Cristo e não de um costume.

3° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 3: Porque Deus se importa com as minimas coisas inclusive o cabelo
A palavra de Deus revela uma vontade de Deus para a santificação do cabelo do homem e da mulher que servem a Deus.
Vemos que o cabelo tanto na cabeça do homem quanto na cabeça da mulher são sinais de verdades espirituais realizados por Deus à raça humana.
Alguém poderia perguntar: Será que Deus está interessado no meu cabelo?
A própria palavra de Deus responde:
(Lucas 12:7) - E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.
(Lucas 21:18) - Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça.
A Biblia revela um Deus minuncioso que se importa com as pequenas coisas ,se olharmos para as obras criadas observamos um Deus que se preocupa com pequenas coisas, detalhes, coisas até que passam desapercebidas pelo ser humano mas não por Deus.
(Romanos 1:20) - Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Veja os detalhes nas asas de uma borboleta, os detalhes de uma flor, as digitais de um ser humano,etc, tudo isso são detalhes das coisas criadas e que revelam um DEus preocupado nas pequenas coisas nos mínimos detalhes.
Na Bínlia vimos Deus dando a planta do tabernáculo a Moisés e Deus cuidando dos mínimos detalhes de cada utensilio a ser fabricado, como medidas, revestimento, cores, bordados, porventura Deus não terá cuidado com o cabelo do cristão? Se Moisés ao ferir a rocha inves de tocar foi repreendido, porque era uma ordenança de Deus,Por que o cabelo seria uma coisa sem importância, despresível por DEus? Se a Palavra diz que ele sabe quantos fio há na cabeça de cada um, por que não saberia quando este fosse cortado sobre a cabeça da mulher?
Deus se importa com o estado do cabelo da mulher principalmente por que isso para Deus é um sinal visível que requereu da sua Igreja.

4° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 4: Porque há uma vontade de Deus Revelada para o cabelo do Cristão
(I Corintios 11:15) - Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.
A vontade de Deus é que a mulher traga um sinal sobre sua cabeça e este sinal sobre a cabeça da mulher é o cabelo crescido, mas o que é cabelo crescido?
“Cabelo crescido ou comprido”, no grego “Kamao” significa: “deixar o cabelo crescer”
Paulo não explicou porque eles conheciam o Velho testamento que explica o que é cabelo crescido. Deixamos a Bíblia explicar:
(Números 6:5) - Todos os dias do voto do seu nazireado sobre a sua cabeça não passará navalha; até que se cumpram os dias, que se separou ao SENHOR, santo será, deixando crescer livremente o cabelo da sua cabeça.
(Juízes 16:17) - E descobriu-lhe todo o seu coração, e disse-lhe: Nunca passou navalha pela minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe; se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem.
(I Samuel 1:11) - E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao SENHOR o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.
Embasado na própria Bíblia vemos que quando a bíblia fala de cabelo comprido ou crescido não está falando de um cumprimento definido e sim de um cabelo que não seja cortado em parte alguma, ou seja, cabelo crescido é aquele em que sequer o fio da navalha, hoje tesoura, encosta naqueles fios.Esse, aliás, é significado que perfeitamente se compatibiliza com a palavra grega “Kamao”,como já se viu.
Assim, cabelo comprido, para Deus, é o cabelo do tamanho que a natureza proporciona.
Há alguns que dizem que é necessário o cabelo ser abaixo dos ombros , se fosse assim algumas raças não poderiam cumprir este mandamento, pois seu cabelo mesmo sem nunca cortar não alcançam sequer os ombros.(ex. africanas)
Uma irmã africana, cujos cabelos crescem, por exemplo, até 15 cm de comprimento, terá, para os efeitos espirituais, cabelo comprido.Enquanto que uma irmã indígena, cujos cabelos crescem até, por exemplo 50cm, assim terá considerada a sua cabeleira comprida.
Quando uma mulher de ascendência européia (como são a maioria das brasileiras) não aparam o cabelo, a tendência é que o crescimento do cabelo estacione por volta da cintura.Nesse caso, esse será o cabelo comprido ou crescido para Deus.Qualquer outra solução encontrada ,não terá qualquer fundamentação bíblica, e não passará de ordenança de homens, de mero palpite ou sugestão humana.
Nós estamos na dispensação da graça. Não vivemos mais debaixo de ordenanças. Nada precisamos fazer para sermos salvos, a não ser crer. As irmãs não usam seus cabelos compridos para serem salvas, mas sim porque já são salvas, porque crêem na Palavra de Deus.
Assim o fato das irmãs usarem seus cabelos compridos não é uma imposição, mas sim uma obra do Espírito da graça, que nos ensina a viver uma vida de santidade (Tt 2.15).
Sendo assim o tamanho do cabelo deve ser aquele que Jesus determinar e não aquele que acreditamos ser o certo, ou que desejamos que seja certo,ou seja, deixar o cabelo crescer livremente.

5° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 5: Porque o cabelo faz parte do corpo que é o templo do Espírito Santo
Se há uma vontade de Deus revelada através da sua Palavra acerca do cabelo crescido para mulher e o cabelo faz parte do corpo e por sua vez o corpo é o templo do Espírito santo, a desobediência a esta vontade de Deus é a profanação deste santuário.

6° Razão porque a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 6: Porque constitui-se pecado para mulher cortar o cabelo
Precisamos compreender primeiramente: o que é pecado?
A Bíblia fala ainda do pecado nos seguintes termos:
1 - Transgressões da lei de Deus (Rm 5:13).
2 - Rebelião contra Deus, ou seja iniqüidade (I Jo 3:4).
3 - Impureza moral (Sl 32:5).
Os pensamentos maus, como as ações más, são pecaminosos (Mt 5:18).
Vamos dar um exemplo para entender como o homem peca, vamos tomar o exemplo de Saul, o primeiro rei de Israel, que foi rejeitado por Deus, mesma consequencia que o pecado traz ao ser humano: afastamento de Deus.
Encontramos Saul em 1 Sm 13.13 fazendo o que Deus não havia mandado e em 1 Sm 15.3,11 deixando de fazer o que Deus havia ordenado. É assim que o homem peca, quando faz o que Deus não manda ou quando deixa de fazer o que Deus manda. Tudo isso com relação a Palavra de Deus.
Então se a Bíblia ensina que o cabelo sobre a cabeça da mulher é sinal de autoridade, que é indecente a mulher cortar o cabelo,que o cabelo crescido sobre a cabeça da mulher é honroso, que isso faz parte da santificação (obra realizada pelo Espirito Santo na vida do salvo mediante a Palavra) da serva de Deus. A desobediência a esta vontade de Deus constitui-se pecado e a consequencia do pecado é a perdição eterna.

7° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 7: Porque o ensino de Paulo não era apenas para a Igreja local da cidade de Corintos
(I Corintios 11:2) - E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei.
Paulo introduz o assunto que estava para ser explanado, lembrando que o tema não era novo ou seja, já fazia parte do conjunto doutrinário que já passara à igreja de Corinto.
O apóstolo não estava falando de algo particular ou momentâneo, iria falar de algo que era peculiar ao ensino cristão dado às igrejas de Cristo.(1Co 11.16)
As palavras "preceitos ou tradições" do latim "tradito", significa o conjunto de todos os ensinos que o apóstolo Paulo ensinara às igrejas.

8° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 8: Porque o ensino de Paulo não era um costume moral ou para diferenciar prostitutas de mulheres honradas
(I Corintios 11:4) - Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça.
Há alguns como pretexto em não obedecer a vontade divina, que dizem que o Cabelo comprido refere-se aos costumes na sociedade na cidade de Corintos, onde o uso do véu era considerado moralmente honroso;
Ora se a questão fosse para resguardar a moral local vigente, haveria regras apenas para o cabelo feminino, por que então a primeira regra vem ao cabelo masculino?
Sabe-se que na cultura grega ou na judaica não havia qualquer problema moral para o fato do homem usar cabelo crescido. A questão aqui não é moral mas espiritual.
A palavra "coberta"- no grego "kata" que significa "abaixo de" ou seja o cabelo do homem não deve se estender abaixo da cabeça.
A doutrina apresentada por Paulo não está dirigida a uma época ou cidade, mas se refere a anjos, que não mudam sua natureza de uma época para outra, e nem os anjos que estavam em Corinto não são diferentes, dos dias de hoje, porque são os mesmos, e, assim como naquele tempo as irmãs não deveriam cortar seus cabelos por causa dos anjos, a mesma verdade é válida para hoje.
Se fosse um cuidado do apóstolo Paulo com relação à cidade de Corinto, para que as irmãs não fossem confundidas com as prostitutas, qual seria a razão da ordem apostólica para os varões usarem cabelos curtos?
O cabelo comprido na mulher é tido como um “sinal de poderio” (ARC) ou “sinal de autoridade” (ARA) (v10).
Quando a Bíblia fala em sinal de autoridade está querendo dizer que o cabelo comprido da mulher é um sinal de que ela aceita a ordem de autoridade estabelecida por Deus.
A mulher que tem dificuldade nessa área, provavelmente é uma mulher que tem dificuldade em aceitar o marido como cabeça do casal ou o pátrio poder do pai (Ef 5.22,23;6.1-3).

9° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 9: Porque o véu deu lugar ao cabelo
Deus é claro em afirmar que o cabelo foi dado em lugar de véu.Ou seja, sempre que há a exigência do uso do véu, ela deve ser entendida como sendo do uso de cabeleira comprida. Com efeito, (1 Co 11.15) ensina, em relação à mulher, que “o cabelo lhe foi dado em lugar de véu”.
A expressão “em lugar de” é traduzida a partir da partícula grega “anti”, que ,por sua vez, segundo o Léxico Grego de Strong, significa “por, em vez de, em lugar de (alguma coisa).
A palavra mantilha é traduzida da palavra grega “peribolaion”, que significa “uma cobertura lançada ao redor,invólucro,podendo ser manto ou véu”
Assim o correto é que a mulher use o cabelo comprido, sem necessidade de que use o véu. De outra forma usar o véu e não usar cabelo comprido demonstra contrariedade à natureza além de ser contraponducente do ponto de vista espiritual e prático, pois como deixaria a mulher de usar o véu constantemente se a ordem de Deus é a de que oremos sem cessar (1 Ts 5.17)?
Há alguns que se contentam em exigir que as mulheres usem mantilha na igreja.Isso porém deixaria a descoberto a vida dessas irmãs durante todo o restante do tempo, quando é certo que a vontade de Deus é a de que os crentes estejam em comunhão com ele e prontos para exercerem a autoridade espiritual durante todos os momentos do dia.Ademais, conforme já natural, representa a submissão da mulher a um sistema degradante do qual Cristo a libertou.
Por fim, é importante salientar que o cabelo comprido não está como véu, mas em lugar de véu.Ou seja, ele não necessita estar sob a forma de véu,isto é, solto.Até porque o cabelo comprido não é um sinal para os homens, para a sociedade, mas para os anjos.O importante é que Deus e os anjos sabiam que a mulher não corta o seu cabelo.Aliás, se o cabelo fosse tido como se véu fosse, como ficariam as irmãs africanas, cujos cabelos dificilmente assumem o formato de véu?Essa verdade é constatada mais uma vez, por analogia, com a questão do nazierado.O propósito de não cortar o cabelo não precisava ser demonstrado perante os homens.Tanto é assim que a Bíblia explica, expressamente, que o cabelo de Sansão era arrumado em sete tranças (Jz 16.13).

10° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 10: Porque para Deus é coisa indecente cortar o cabelo ou rapar o cabelo
(I Corintios 11:6) - Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu.
A bíblia diz claramente:
É indescente para a mulher ter seu cabelo cortado.
"Mas, se para a mulher é coisa indescente tosquiar-se ou rapar-se."
Há alguns que tentam dizer que tosquear e envolve o que ocorre com ovelhas que praticamente na época da tosa ficam praticamente sem lã, porém aí haveria redundância entre tosquear e rapar, seria um erro e na Bíblia não há erros.
O mesmo versículo na Bíblia NVI em inglês:
If a Woman does not cover her head, she should have her hair cut or shaved off,and if it is a disgrace for a woman to have her hair cut or shaved off , she shold cover her head.
Fica claro que a mulher não deve cortar o cabelo,pois o verbo “cut” em Iglês é cortar, cortado.
Portanto verifica-se gramaticalmente e Escrituristicamente que o apóstolo Paulo está ensinando através do Espírito santo, que é coisa indecente diante de Deus a mulher cortar o cabelo ou raspar a cabeça.

11° Razão porque a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 11: Porque o cabelo crescido para mulher é honroso
(I Corintios 11:15) - Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.
(Filipenses 4:8) - Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
A Bíblia diz tudo o que há alguma virtude nisso pensai, sabemos que a honradez é uma virtude para Deus, portanto se a Bíblia diz que o cabelo Crescido para mulher é honroso , nisso devemos pensar.

12° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 12: As igrejas de Cristo não contendiam contra este ensino, mas o aceitam e praticam
(I Corintios 11:16) - Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus.
As Igrejas de Cristo na época de Paulo aceitavam de bom grado este ensinamento, ou seja, não contendiam contra ele.Talvez porque sabiam o que acontece com quem é contecioso:
(II Timóteo 2:23) - E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas.
(II Timóteo 2:24) - E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor;

13° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 13: porque é uma conseqüência apenas para quem já desfruta da salvação
Nós estamos na dispensação da graça. Não vivemos mais debaixo de ordenanças. Nada precisamos fazer para sermos salvos, a não ser crer. As irmãs não usam seus cabelos compridos para serem salvas, mas sim porque já são salvas, porque crêem na Palavra de Deus.
Assim o fato das irmãs usarem seus cabelos compridos não é uma imposição, mas sim uma obra do Espírito da graça, que nos ensina a viver uma vida de santidade (Tt 2.15).
Sendo assim o tamanho do cabelo deve ser aquele que Jesus determinar e não aquele que acreditamos ser o certo, ou que desejamos, ou seja, deixar o cabelo crescer livremente.
Vem a pergunta: Se a salvação é pela graça, então não é necessário obedecer aos mandamentos de Deus? O apóstolo Paulo responde:
(Romanos 6:2) - De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?
Mas então qual a diferença entre a lei e a graça?É simples.
Na lei, o homem tinha que obedecer para ser salvo; na graça, o homem obedece porque é salvo.
Na lei, o homem tinha que obedecer com suas próprias forças; na graça, o homem obedece com a força do Espírito Santo.
Na lei, a salvação tinha que ser pelos méritos humanos; na graça, os méritos são do Senhor, pois Ele opera em nós tanto o querer quanto o efetuar.
Na lei, o homem tinha que obedecer a Deus sem que tivesse a natureza divina; na graça, obedecemos a Deus porque, quando do novo nascimento, recebemos a Sua natureza divina;
Na lei, a obediência de TODOS os mandamentos seria a CAUSA da salvação; na graça, a santificação progressiva, que nos leva a um caminho de perfeição, é CONSEQÜÊNCIA da salvação.
Assim, se na graça somos salvos porque em conseqüência do novo nascimento recebemos a natureza divina, é natural que obedecemos à lei moral de Deus, registrada no Antigo Testamento, pois tal lei revela a natureza e o caráter de Deus. Ora, se já recebemos tal natureza, é certo que, através da santificação progressiva, seremos mais parecidos com o Senhor e, em conseqüência, estaremos andando de acordo com a lei que demonstra o caráter daquEle de quem somos filhos.
Os princípios de Santificação, elencados nos tópicos acima relacionados, não representam MEIO ou CAMINHO para a obtenção da salvação, mas CONSEQUÊNCIA da obra de salvação (regeneração e santificação) operada pelo Espírito Santo, fruto de uma vida de oração, jejum e estudo da palavra de Deus.

sábado, 4 de setembro de 2010

Curiosidade sobre Dagom

• Divindade internacional, tendo sido encontrados registros de seu culto na Mesopotâmia, Ugarite (Síria) e Chipre. Tournou-se a divindade maior na Palestina, sendo Dagom o pai do deus Baal.

 
• O termo Dagom vem de dag (peixe), e sua representação idolátrica era a de um peixe com a cabeça e os braços de um homem.

imageimage

 

 

 

 

 

 

• Seus sacerdotes usavam uma capa de peixe, cujas bocas abertas ficavam sobre suas cabeças, como as mantidas nas mitras dos papas romanistas, sempre com uma vasilha para aspergir água sobreos seus.

• A deusa Cibele (abaixo), adorada em Roma antes do advento do cristianismo, usava a mitra de Dagom, também espargindo água benta. Em Roma Cibele era chamada de “a grande deusa rainha-mãe”. image

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

MORTE DOS APÓSTOLOS

Todos os apóstolos que andavam com Jesus morreram como mártires, com exceção de dois: Judas Iscariotes, que traiu Jesus e acabou se enforcando, e João, que após ser exilado na ilha de Patmos, obteve a liberdade e morreu de morte natural.

PAULO, que não era apóstolo oficialmente, foi considerado apóstolo do gentios por causa da sua grande obra missionária nos países gentílicos. Foi decapitado em Roma por ordem de Nero.

MATIAS, que ficou no lugar de Judas Iscariotes, foi martirizado na Etiópia.

SIMÃO, o zelote, foi crucificado.

JUDAS TADEU morreu como mártir pregando o evangelho na Síria e na Pérsia.

TIAGO (o mais jovem), pregou na Palestina e no Egito, sendo ali crucificado.

MATEUS morreu como mártir na Etiópia.

TOMÉ pregou na Pérsia e na Índia, sendo martirizado perto de Madras no monte de São Tomé.

BARTOLOMEU serviu como missionário na Armênia, sendo golpeado até a morte.

FILIPE pregou na Frígia e morreu como mártir em Hierápolis.

ANDRÉ pregou na Grécia e Ásia Menor. Foi crucificado.

TIAGO (o mais velho) pregou em Jerusalém e na Judéia. Foi decapitado por Herodes.

SIMÃO PEDRO pregou entre os judeus chegando até a Babilônia, esteve em Roma, onde foi crucificado com a cabeça para baixo.