Ouça Rádio Aliança

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Pastor Everton Cadore GMUH 2010 - Assistir Online Pregação Completa


Gideoes 2010 Manha Domingo 25-04 - Pr. Everton Cadore 28o GMUH from oxanexios on Vimeo.

Pastor Abilio Santana GMUH 2010 - Assistir Online Pregação Completa


Gideoes 2010 Leprosos sim, Covardes nao - Pr. Abilio Santana 28 GMUH from oxanexios on Vimeo.

13 Razões por que a mulher não deve cortar o cabelo

13 Razões por que a mulher desagrada a Deus (peca) ao cortar seu cabelo.
Introdução:
Sabe-se que este assunto, principalmente no meio evangélico, é muito polêmico e inúmeros são os argumentos tanto de quem acredita que não há problema algum na mulher em cortar o cabelo, como de quem condena esta atitude.
Por isso através deste comentário queremos compartilhar o por quê muitos cristãos e igrejas ensinam contra a mulher cortar o cabelo, visto que a posição oposta a esta se encontra em muitos comentários em livros, sites, blogs, etc.
A base para este assunto está na primeira carta aos Coríntios capítulo 11. Este capitulo é muito revelador pois Paulo inspirado pelo Espírito Santo, ensina sobre um assunto de ordem doutrinária, sobre autoridade espiritual delegada, revelando a cadeia da autoridade e ensina a igreja a trazerem consigo três sinais visíveis que deviam ser respeitados: a santa ceia, o cabelo curto sobre a cabeça do homem o cabelo crescido sobre a cabeça da mulher.

1° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 1: Porque o cabelo sobre a cabeça da mulher é um Sinal requerido por Deus
(I Corintios 11:10) - Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.
A bíblia estabelece uma linguagem de Deus através de Tipos e Sinais.
Tipos: São prefigurações de verdades espirituais que estão por ser reveladas.
Dai deriva-se a palavra tipologia, o Tipo aponta para o futuro.
Sinais: São prefigurações materiais de realidades espirituais preexistentes.
O Sinal anuncia uma ação divina ou uma aliança já acontecida.
O arco-íres, por exemplo, é um sinal, pois aponta para uma aliança já realizada entre Deus e a humanidade, representada, no ato, por Noé.
Desde a antiguidade o Senhor tem materializado realidades espirituais por meio de sinais visíveis e palpáveis.Vejamos:
A aliança com Noé: Sinal: o arco-íris
Aliança com Abraão: Sinal: a circuncisão
O pacto com Moisés:Sinal: A arca da Aliança ou do testemunho
O memorial da morte de Cristo: Sinal: A santa ceia
A renuncia do mundo e pecado por uma pessoa: Sinal: O batismo nas águas
Novo nascimento, devolvendo a imagem e glória de Deus:Sinal: Cabelo curto ao homem
Autoridade espiritual delegada: Sinal:Cabelo cumprido sob a cabeça da mulher
Há sinais que o ser humano dá a Deus:
O batismo nas águas, representa a renúncia do mundo e do pecado.
Há sinais que também são tipos de coisas vindouras:
A circuncisão- Sinal da aliança de Deus para com Abraão
Tipo da renúncia da velha natureza decaída
(Gálatas 6:15) - Porque em Cristo Jesus nem a circuncisão, nem a incircuncisão tem virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura.
Quando o homem pecou, provocou três problemas a serem tratados por Deus no plano da salvação:
a-O problema legal:
Com a perda da inocência o homem estava condenado à morte.
A solução à este problema foi a Justificação, ou seja, através do sangue do santo Jesus, a base da nova aliança, satisfez a justiça divina.
Porém para a salvação do ser humano não é suficiente apenas o perdão, se continua dominado pela velha natureza pois voltará a pecar. A antiga natureza empurra o homem para o pecado, este é o segundo problema:
b-Um problema de natureza espiritual:
O homem perdeu a imagem e glória e adquiriu uma natureza decaída e suscetível a influências diabólicas.
A solução de Deus foi a Regeneração, conhecido também como o Novo Nascimento. Mediante a obra do Espirito Santo, através do novo nascimento, sopro de vida, Cristo soprou sobre a sua igreja o seu Espírito devolvendo a glória de Deus ao homem.
A nova natureza confere ao homem desejo de santificar-se e andar segundo a vontade de Deus.
c-Um problema de Autoridade Espiritual:
Com o pecado, o homem perdeu o dôminio sobre a criação concedido outrora por Deus.
Para este problema o Senhor determinou que mediante a submissão e santificação a autoridade espiritual seria reestabelecida (Tg 4.7).
No capítulo 11 de 1 coríntios há três sinais que Deus requer da sua igreja :
a- A santa ceia-Faz lembrar do ponto de partida do plano da redenção, baseado no sangue de Cristo que nos Justifica. Sinal da Justificação
(I Corintios 11:25) - Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim.
(I Corintios 11:26) - Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha.
b-O cabelo curto ao homem- É o sinal que Deus estabeleceu na igreja, para lembrar a verdade espiritual do novo nascimento, que devolve a imagem e glória de Deus ao ser humano.
(I Corintios 11:7) - O homem, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus, mas a mulher é a glória do homem.
Veja que o cabelo curto é o sinal de que, por meio do novo nascimento, Deus devolve ao ser humano a situação espiritual original, em que o homem refletia a imagem e a glória de Deus, tendo essa imagem e glória sido repassada e experimentada pela mulher por ter ela saído do homem.
c-O cabelo comprido na mulher- Como sinal da autoridade espiritual.
(I Corintios 11:10) - Portanto, a mulher deve ter sobre a cabeça sinal de poderio, por causa dos anjos.
Se a santa ceia é um ato praticado por homens e mulheres, por que o novo nascimento e a autoridade espiritual teriam seus sinais expostos?
O sinal de glória de Deus foi estabelecido no varão porque foi sobre o homem que Deus soprou sua imagem no Édem. A imagem de Deus foi passada a mulher por meio do homem.
A mulher recebe o sinal de autoridade por dois motivos:
1-É que a autoridade espiritual é exercida sempre mediante a submissão de uma outra autoridade. É natural que traga o sinal de autoridade por que na cadeia espiritual está sujeita ao homem.(1Co 11.3)
2- Quando a humanidade entregou-se ao pecado, no Édem, o Senhor disse a mulher:
(Gênesis 3:15) - E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.
Por isso nas civilizações pagãs as mulhes são despresadas e massacradas.
Na China-Quando uma filha nasce é uma verdadeira desgraça para a família, na Índia mulheres são queimadas vivas quando o marido morre e é cremado, no Oriente, homens compram meninas pelo preço de galinhas, sem falar nas burKas.
Cristo por meio da salvação, possibilitou-nos a submissão a Deus através da santificação, devolvendo a autoridade perdida.
Deus estabelece como sinal da devolução dessa autoridade para o ser humano, o cabelo cumprido sobre a cabeça da arquiinimiga de satanás: a mulher.
Os três sinais divinos da obra realizada por Cristo em favor do homem são: a santa ceia, o cabelo curto no homem e o cabelo cumprido na mulher.
Esses sinais representam o que Deus fez, são milagres que Deus dá ao homem: justificação, novo nascimento e autoridade espiritual.
Compreendemos então que O cabelo não cortado na mulher é Sinal da submissão à cadeia de autoridade espiritual estabelecida por Deus.
É também Tipologia da submissão da igreja (noiva) a Cristo (noivo), assim o uso de cabelos cortados por membros do sexo feminino de uma igreja, representa rebelião dessa igreja à autoridade de Cristo.
Quando Deus estabelece um sinal este deve ser cumprido independente da nova revelação pessoal.
Deus não precisa falar individualmente ou particularmente pois o sinal está estabelecido na sua palavra.
Já que vimos que Deus estabeleceu o cabelo crescido sobre a cabeça da mulher como um Sinal de realidade espiritual realizada no plano de salvação, observaremos como Deus zela pelos Sinais que ele estabeleceu para nos guardar.
Vimos que os sinais que dependem da iniciativa do homem têm grande valor diante de Deus e a não observância dos tais trazem resultados desastrosos.
Mesmo nós não compreendendo o completo significado dos tipos e sinais, Deus dá importância a eles e nosso dever é obedecer exatamente a palavra de Deus.
Os santos do AT não entendiam o porquê dos mandamentos e planos divinos pois eram sombra de algo que viria, tipo de uma era vindoura, mesmo assim sem exata compreensão, obedeciam.
Comprovação Bíblica:
1-A resistência de Eva ao plano de Deus destruiu o ministério de Adão.
2-A experiência de Moisés:(Ex 4.25,26)
Zípora mesmo sem compreender e aceitar ,ela cumpriu com o sinal e isso foi a salvação da vida de seu marido.
Quando Deus estabelece um sinal este deve ser cumprido independente da nova revelação pessoal.
Da mesma maneira a questão do cabelo não depende de uma revelação pessoal. Deus não precisa falar individualmente ou particularmente pois o sinal está estabelecido na sua palavra.
3-A experiência de Davi com a arca:(2 Sm 6.3-7)
Não poderia ser tocada, havia uma forma de carregá-la.
Quando se trata de sinais não importa a boa intenção e sim que seja cumprido a risca a forma que Deus estabelceu.
Uzá, levou a mão e tocou na arca, o que não poderia acontecer segundo o estabelecido por Deus.O resultado foi a sua morte, tudo por que não observou a ordenança de Deus.
Ora se Deus estabeleceu o batismo como um sinal e é unânime a sua observância, por que o sinal do cabelo como sinal de autoridade deixaria de ser observado?
4-Alguém duvida dos efeitos o participar da santa ceia indignamente:
(I Corintios 11:29) - Porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do SENHOR.
5-A experiência de Moisés:
Moisés destruiu parcialmente a tipologia pretendida por Deus no ferir a rocha o que lhe custou a não entrada a terra prometida.
Não deixamos de observar o sinal da autoridade espiritual devolvida a Igreja de Cristo e como sinal desta o cabelo crescido ou cumprido sobre a cabeça da mulher.

2° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 2: Porque não se trata de costume mas de Doutrina Bíblica
O conceito de doutrina segundo o dicionário Aurélio é o seguinte: é o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso ou,ainda,uma regra, preceito ou norma.Tal conseituação portanto é bastante adequada aos princípios bíblicos.É comum ainda denominar-se doutrina princípios que norteiam um sistema religioso, ex.: doutrina do Espirito Santo, doutrina da salvação...
Costume é um uso que, numa congregação ,comunidade ou denominação expressa um sentido de obrigatoriedade entre seus componentes.
Em cotejo com a Bíblia podemos dizer que há três tipos de costume:
Costome contra legem: Contrários a doutrina Bíblica, são aqueles costumes que de alguma forma contrariam a vontade de Deus expressa através da Bíblia, este constitui-se pecado.
Costume secundum legem:De acordo com a Bíblia, são aqueles costumes que observam aquilo que a Biblia ensina na maneira de agir, vestir etc.
praeter legem: Indiferentes ou paralelos a doutrina Bíblica, são costumes que não contrariam a biblia mas tambem não são ordenados por ela , ou seja, indiferentes, irrelevantes a vontade de Deus.
Quando observamos a Doutrina da salvação, logo nos deparamos com alguns atributos da salvação: regeneração, justificação, filiação e Santificação.
Veja que santificação faz parte da doutrina da salvação.Mas será que a santificação deverá ser aplicada ao cabelo? A Bíblia responde:
(I Tessalonicenses 5:23) - E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo.
(Romanos 12:1) - ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
(I Tessalonicenses 4:4) - Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra;
Vimos que a santificação deve ser aplicada ao corpo do salvo,inclusive a vontade de Deus revelada pela Bíblia acerca da santificação do cabelo do cristão.
Então a ordem divina em não cortar o cabelo para a mulher é uma doutrina pois faz parte da santificação que é um atributo da Doutrina da Salvação.
O apóstolo Paulo ratifica esta posição quando introduz o assunto sobre a revelação da vontade Divina para o cabelo do cristão:
(I Corintios 11:2) - E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei.
Paulo introduz o assunto que estava para ser explanado, lembrando que o tema não era novo ou seja, já fazia parte do conjunto doutrinário que já passara à igreja de Corinto.
O apóstolo não estava falando de algo particular ou momentâneo, iria falar de algo que era peculiar ao ensino cristão dado às igrejas de Cristo.(1Co 11.16)
As palavras "preceitos ou tradições" do latim "tradito", significa o conjunto de todos os ensinos que o apóstolo Paulo ensinara às igrejas.
Outra evidencia de que esta doutrina não é somente um costume é o fato de que ela não foi dirigida apenas à mulher, mas também ao homem.
Este mandamento faz parte da Doutrina da verdadeira Igreja de Cristo e não de um costume.

3° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 3: Porque Deus se importa com as minimas coisas inclusive o cabelo
A palavra de Deus revela uma vontade de Deus para a santificação do cabelo do homem e da mulher que servem a Deus.
Vemos que o cabelo tanto na cabeça do homem quanto na cabeça da mulher são sinais de verdades espirituais realizados por Deus à raça humana.
Alguém poderia perguntar: Será que Deus está interessado no meu cabelo?
A própria palavra de Deus responde:
(Lucas 12:7) - E até os cabelos da vossa cabeça estão todos contados. Não temais pois; mais valeis vós do que muitos passarinhos.
(Lucas 21:18) - Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça.
A Biblia revela um Deus minuncioso que se importa com as pequenas coisas ,se olharmos para as obras criadas observamos um Deus que se preocupa com pequenas coisas, detalhes, coisas até que passam desapercebidas pelo ser humano mas não por Deus.
(Romanos 1:20) - Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;
Veja os detalhes nas asas de uma borboleta, os detalhes de uma flor, as digitais de um ser humano,etc, tudo isso são detalhes das coisas criadas e que revelam um DEus preocupado nas pequenas coisas nos mínimos detalhes.
Na Bínlia vimos Deus dando a planta do tabernáculo a Moisés e Deus cuidando dos mínimos detalhes de cada utensilio a ser fabricado, como medidas, revestimento, cores, bordados, porventura Deus não terá cuidado com o cabelo do cristão? Se Moisés ao ferir a rocha inves de tocar foi repreendido, porque era uma ordenança de Deus,Por que o cabelo seria uma coisa sem importância, despresível por DEus? Se a Palavra diz que ele sabe quantos fio há na cabeça de cada um, por que não saberia quando este fosse cortado sobre a cabeça da mulher?
Deus se importa com o estado do cabelo da mulher principalmente por que isso para Deus é um sinal visível que requereu da sua Igreja.

4° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 4: Porque há uma vontade de Deus Revelada para o cabelo do Cristão
(I Corintios 11:15) - Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.
A vontade de Deus é que a mulher traga um sinal sobre sua cabeça e este sinal sobre a cabeça da mulher é o cabelo crescido, mas o que é cabelo crescido?
“Cabelo crescido ou comprido”, no grego “Kamao” significa: “deixar o cabelo crescer”
Paulo não explicou porque eles conheciam o Velho testamento que explica o que é cabelo crescido. Deixamos a Bíblia explicar:
(Números 6:5) - Todos os dias do voto do seu nazireado sobre a sua cabeça não passará navalha; até que se cumpram os dias, que se separou ao SENHOR, santo será, deixando crescer livremente o cabelo da sua cabeça.
(Juízes 16:17) - E descobriu-lhe todo o seu coração, e disse-lhe: Nunca passou navalha pela minha cabeça, porque sou nazireu de Deus desde o ventre de minha mãe; se viesse a ser rapado, ir-se-ia de mim a minha força, e me enfraqueceria, e seria como qualquer outro homem.
(I Samuel 1:11) - E fez um voto, dizendo: SENHOR dos Exércitos! Se benignamente atentares para a aflição da tua serva, e de mim te lembrares, e da tua serva não te esqueceres, mas à tua serva deres um filho homem, ao SENHOR o darei todos os dias da sua vida, e sobre a sua cabeça não passará navalha.
Embasado na própria Bíblia vemos que quando a bíblia fala de cabelo comprido ou crescido não está falando de um cumprimento definido e sim de um cabelo que não seja cortado em parte alguma, ou seja, cabelo crescido é aquele em que sequer o fio da navalha, hoje tesoura, encosta naqueles fios.Esse, aliás, é significado que perfeitamente se compatibiliza com a palavra grega “Kamao”,como já se viu.
Assim, cabelo comprido, para Deus, é o cabelo do tamanho que a natureza proporciona.
Há alguns que dizem que é necessário o cabelo ser abaixo dos ombros , se fosse assim algumas raças não poderiam cumprir este mandamento, pois seu cabelo mesmo sem nunca cortar não alcançam sequer os ombros.(ex. africanas)
Uma irmã africana, cujos cabelos crescem, por exemplo, até 15 cm de comprimento, terá, para os efeitos espirituais, cabelo comprido.Enquanto que uma irmã indígena, cujos cabelos crescem até, por exemplo 50cm, assim terá considerada a sua cabeleira comprida.
Quando uma mulher de ascendência européia (como são a maioria das brasileiras) não aparam o cabelo, a tendência é que o crescimento do cabelo estacione por volta da cintura.Nesse caso, esse será o cabelo comprido ou crescido para Deus.Qualquer outra solução encontrada ,não terá qualquer fundamentação bíblica, e não passará de ordenança de homens, de mero palpite ou sugestão humana.
Nós estamos na dispensação da graça. Não vivemos mais debaixo de ordenanças. Nada precisamos fazer para sermos salvos, a não ser crer. As irmãs não usam seus cabelos compridos para serem salvas, mas sim porque já são salvas, porque crêem na Palavra de Deus.
Assim o fato das irmãs usarem seus cabelos compridos não é uma imposição, mas sim uma obra do Espírito da graça, que nos ensina a viver uma vida de santidade (Tt 2.15).
Sendo assim o tamanho do cabelo deve ser aquele que Jesus determinar e não aquele que acreditamos ser o certo, ou que desejamos que seja certo,ou seja, deixar o cabelo crescer livremente.

5° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 5: Porque o cabelo faz parte do corpo que é o templo do Espírito Santo
Se há uma vontade de Deus revelada através da sua Palavra acerca do cabelo crescido para mulher e o cabelo faz parte do corpo e por sua vez o corpo é o templo do Espírito santo, a desobediência a esta vontade de Deus é a profanação deste santuário.

6° Razão porque a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 6: Porque constitui-se pecado para mulher cortar o cabelo
Precisamos compreender primeiramente: o que é pecado?
A Bíblia fala ainda do pecado nos seguintes termos:
1 - Transgressões da lei de Deus (Rm 5:13).
2 - Rebelião contra Deus, ou seja iniqüidade (I Jo 3:4).
3 - Impureza moral (Sl 32:5).
Os pensamentos maus, como as ações más, são pecaminosos (Mt 5:18).
Vamos dar um exemplo para entender como o homem peca, vamos tomar o exemplo de Saul, o primeiro rei de Israel, que foi rejeitado por Deus, mesma consequencia que o pecado traz ao ser humano: afastamento de Deus.
Encontramos Saul em 1 Sm 13.13 fazendo o que Deus não havia mandado e em 1 Sm 15.3,11 deixando de fazer o que Deus havia ordenado. É assim que o homem peca, quando faz o que Deus não manda ou quando deixa de fazer o que Deus manda. Tudo isso com relação a Palavra de Deus.
Então se a Bíblia ensina que o cabelo sobre a cabeça da mulher é sinal de autoridade, que é indecente a mulher cortar o cabelo,que o cabelo crescido sobre a cabeça da mulher é honroso, que isso faz parte da santificação (obra realizada pelo Espirito Santo na vida do salvo mediante a Palavra) da serva de Deus. A desobediência a esta vontade de Deus constitui-se pecado e a consequencia do pecado é a perdição eterna.

7° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 7: Porque o ensino de Paulo não era apenas para a Igreja local da cidade de Corintos
(I Corintios 11:2) - E louvo-vos, irmãos, porque em tudo vos lembrais de mim, e retendes os preceitos como vo-los entreguei.
Paulo introduz o assunto que estava para ser explanado, lembrando que o tema não era novo ou seja, já fazia parte do conjunto doutrinário que já passara à igreja de Corinto.
O apóstolo não estava falando de algo particular ou momentâneo, iria falar de algo que era peculiar ao ensino cristão dado às igrejas de Cristo.(1Co 11.16)
As palavras "preceitos ou tradições" do latim "tradito", significa o conjunto de todos os ensinos que o apóstolo Paulo ensinara às igrejas.

8° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 8: Porque o ensino de Paulo não era um costume moral ou para diferenciar prostitutas de mulheres honradas
(I Corintios 11:4) - Todo o homem que ora ou profetiza, tendo a cabeça coberta, desonra a sua própria cabeça.
Há alguns como pretexto em não obedecer a vontade divina, que dizem que o Cabelo comprido refere-se aos costumes na sociedade na cidade de Corintos, onde o uso do véu era considerado moralmente honroso;
Ora se a questão fosse para resguardar a moral local vigente, haveria regras apenas para o cabelo feminino, por que então a primeira regra vem ao cabelo masculino?
Sabe-se que na cultura grega ou na judaica não havia qualquer problema moral para o fato do homem usar cabelo crescido. A questão aqui não é moral mas espiritual.
A palavra "coberta"- no grego "kata" que significa "abaixo de" ou seja o cabelo do homem não deve se estender abaixo da cabeça.
A doutrina apresentada por Paulo não está dirigida a uma época ou cidade, mas se refere a anjos, que não mudam sua natureza de uma época para outra, e nem os anjos que estavam em Corinto não são diferentes, dos dias de hoje, porque são os mesmos, e, assim como naquele tempo as irmãs não deveriam cortar seus cabelos por causa dos anjos, a mesma verdade é válida para hoje.
Se fosse um cuidado do apóstolo Paulo com relação à cidade de Corinto, para que as irmãs não fossem confundidas com as prostitutas, qual seria a razão da ordem apostólica para os varões usarem cabelos curtos?
O cabelo comprido na mulher é tido como um “sinal de poderio” (ARC) ou “sinal de autoridade” (ARA) (v10).
Quando a Bíblia fala em sinal de autoridade está querendo dizer que o cabelo comprido da mulher é um sinal de que ela aceita a ordem de autoridade estabelecida por Deus.
A mulher que tem dificuldade nessa área, provavelmente é uma mulher que tem dificuldade em aceitar o marido como cabeça do casal ou o pátrio poder do pai (Ef 5.22,23;6.1-3).

9° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 9: Porque o véu deu lugar ao cabelo
Deus é claro em afirmar que o cabelo foi dado em lugar de véu.Ou seja, sempre que há a exigência do uso do véu, ela deve ser entendida como sendo do uso de cabeleira comprida. Com efeito, (1 Co 11.15) ensina, em relação à mulher, que “o cabelo lhe foi dado em lugar de véu”.
A expressão “em lugar de” é traduzida a partir da partícula grega “anti”, que ,por sua vez, segundo o Léxico Grego de Strong, significa “por, em vez de, em lugar de (alguma coisa).
A palavra mantilha é traduzida da palavra grega “peribolaion”, que significa “uma cobertura lançada ao redor,invólucro,podendo ser manto ou véu”
Assim o correto é que a mulher use o cabelo comprido, sem necessidade de que use o véu. De outra forma usar o véu e não usar cabelo comprido demonstra contrariedade à natureza além de ser contraponducente do ponto de vista espiritual e prático, pois como deixaria a mulher de usar o véu constantemente se a ordem de Deus é a de que oremos sem cessar (1 Ts 5.17)?
Há alguns que se contentam em exigir que as mulheres usem mantilha na igreja.Isso porém deixaria a descoberto a vida dessas irmãs durante todo o restante do tempo, quando é certo que a vontade de Deus é a de que os crentes estejam em comunhão com ele e prontos para exercerem a autoridade espiritual durante todos os momentos do dia.Ademais, conforme já natural, representa a submissão da mulher a um sistema degradante do qual Cristo a libertou.
Por fim, é importante salientar que o cabelo comprido não está como véu, mas em lugar de véu.Ou seja, ele não necessita estar sob a forma de véu,isto é, solto.Até porque o cabelo comprido não é um sinal para os homens, para a sociedade, mas para os anjos.O importante é que Deus e os anjos sabiam que a mulher não corta o seu cabelo.Aliás, se o cabelo fosse tido como se véu fosse, como ficariam as irmãs africanas, cujos cabelos dificilmente assumem o formato de véu?Essa verdade é constatada mais uma vez, por analogia, com a questão do nazierado.O propósito de não cortar o cabelo não precisava ser demonstrado perante os homens.Tanto é assim que a Bíblia explica, expressamente, que o cabelo de Sansão era arrumado em sete tranças (Jz 16.13).

10° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 10: Porque para Deus é coisa indecente cortar o cabelo ou rapar o cabelo
(I Corintios 11:6) - Portanto, se a mulher não se cobre com véu, tosquie-se também. Mas, se para a mulher é coisa indecente tosquiar-se ou rapar-se, que ponha o véu.
A bíblia diz claramente:
É indescente para a mulher ter seu cabelo cortado.
"Mas, se para a mulher é coisa indescente tosquiar-se ou rapar-se."
Há alguns que tentam dizer que tosquear e envolve o que ocorre com ovelhas que praticamente na época da tosa ficam praticamente sem lã, porém aí haveria redundância entre tosquear e rapar, seria um erro e na Bíblia não há erros.
O mesmo versículo na Bíblia NVI em inglês:
If a Woman does not cover her head, she should have her hair cut or shaved off,and if it is a disgrace for a woman to have her hair cut or shaved off , she shold cover her head.
Fica claro que a mulher não deve cortar o cabelo,pois o verbo “cut” em Iglês é cortar, cortado.
Portanto verifica-se gramaticalmente e Escrituristicamente que o apóstolo Paulo está ensinando através do Espírito santo, que é coisa indecente diante de Deus a mulher cortar o cabelo ou raspar a cabeça.

11° Razão porque a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 11: Porque o cabelo crescido para mulher é honroso
(I Corintios 11:15) - Mas ter a mulher cabelo crescido lhe é honroso, porque o cabelo lhe foi dado em lugar de véu.
(Filipenses 4:8) - Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.
A Bíblia diz tudo o que há alguma virtude nisso pensai, sabemos que a honradez é uma virtude para Deus, portanto se a Bíblia diz que o cabelo Crescido para mulher é honroso , nisso devemos pensar.

12° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 12: As igrejas de Cristo não contendiam contra este ensino, mas o aceitam e praticam
(I Corintios 11:16) - Mas, se alguém quiser ser contencioso, nós não temos tal costume, nem as igrejas de Deus.
As Igrejas de Cristo na época de Paulo aceitavam de bom grado este ensinamento, ou seja, não contendiam contra ele.Talvez porque sabiam o que acontece com quem é contecioso:
(II Timóteo 2:23) - E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas.
(II Timóteo 2:24) - E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor;

13° Razão por que a mulher não deve cortar o cabelo

Razão 13: porque é uma conseqüência apenas para quem já desfruta da salvação
Nós estamos na dispensação da graça. Não vivemos mais debaixo de ordenanças. Nada precisamos fazer para sermos salvos, a não ser crer. As irmãs não usam seus cabelos compridos para serem salvas, mas sim porque já são salvas, porque crêem na Palavra de Deus.
Assim o fato das irmãs usarem seus cabelos compridos não é uma imposição, mas sim uma obra do Espírito da graça, que nos ensina a viver uma vida de santidade (Tt 2.15).
Sendo assim o tamanho do cabelo deve ser aquele que Jesus determinar e não aquele que acreditamos ser o certo, ou que desejamos, ou seja, deixar o cabelo crescer livremente.
Vem a pergunta: Se a salvação é pela graça, então não é necessário obedecer aos mandamentos de Deus? O apóstolo Paulo responde:
(Romanos 6:2) - De modo nenhum. Nós, que estamos mortos para o pecado, como viveremos ainda nele?
Mas então qual a diferença entre a lei e a graça?É simples.
Na lei, o homem tinha que obedecer para ser salvo; na graça, o homem obedece porque é salvo.
Na lei, o homem tinha que obedecer com suas próprias forças; na graça, o homem obedece com a força do Espírito Santo.
Na lei, a salvação tinha que ser pelos méritos humanos; na graça, os méritos são do Senhor, pois Ele opera em nós tanto o querer quanto o efetuar.
Na lei, o homem tinha que obedecer a Deus sem que tivesse a natureza divina; na graça, obedecemos a Deus porque, quando do novo nascimento, recebemos a Sua natureza divina;
Na lei, a obediência de TODOS os mandamentos seria a CAUSA da salvação; na graça, a santificação progressiva, que nos leva a um caminho de perfeição, é CONSEQÜÊNCIA da salvação.
Assim, se na graça somos salvos porque em conseqüência do novo nascimento recebemos a natureza divina, é natural que obedecemos à lei moral de Deus, registrada no Antigo Testamento, pois tal lei revela a natureza e o caráter de Deus. Ora, se já recebemos tal natureza, é certo que, através da santificação progressiva, seremos mais parecidos com o Senhor e, em conseqüência, estaremos andando de acordo com a lei que demonstra o caráter daquEle de quem somos filhos.
Os princípios de Santificação, elencados nos tópicos acima relacionados, não representam MEIO ou CAMINHO para a obtenção da salvação, mas CONSEQUÊNCIA da obra de salvação (regeneração e santificação) operada pelo Espírito Santo, fruto de uma vida de oração, jejum e estudo da palavra de Deus.

sábado, 4 de setembro de 2010

Curiosidade sobre Dagom

• Divindade internacional, tendo sido encontrados registros de seu culto na Mesopotâmia, Ugarite (Síria) e Chipre. Tournou-se a divindade maior na Palestina, sendo Dagom o pai do deus Baal.

 
• O termo Dagom vem de dag (peixe), e sua representação idolátrica era a de um peixe com a cabeça e os braços de um homem.

imageimage

 

 

 

 

 

 

• Seus sacerdotes usavam uma capa de peixe, cujas bocas abertas ficavam sobre suas cabeças, como as mantidas nas mitras dos papas romanistas, sempre com uma vasilha para aspergir água sobreos seus.

• A deusa Cibele (abaixo), adorada em Roma antes do advento do cristianismo, usava a mitra de Dagom, também espargindo água benta. Em Roma Cibele era chamada de “a grande deusa rainha-mãe”. image

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

MORTE DOS APÓSTOLOS

Todos os apóstolos que andavam com Jesus morreram como mártires, com exceção de dois: Judas Iscariotes, que traiu Jesus e acabou se enforcando, e João, que após ser exilado na ilha de Patmos, obteve a liberdade e morreu de morte natural.

PAULO, que não era apóstolo oficialmente, foi considerado apóstolo do gentios por causa da sua grande obra missionária nos países gentílicos. Foi decapitado em Roma por ordem de Nero.

MATIAS, que ficou no lugar de Judas Iscariotes, foi martirizado na Etiópia.

SIMÃO, o zelote, foi crucificado.

JUDAS TADEU morreu como mártir pregando o evangelho na Síria e na Pérsia.

TIAGO (o mais jovem), pregou na Palestina e no Egito, sendo ali crucificado.

MATEUS morreu como mártir na Etiópia.

TOMÉ pregou na Pérsia e na Índia, sendo martirizado perto de Madras no monte de São Tomé.

BARTOLOMEU serviu como missionário na Armênia, sendo golpeado até a morte.

FILIPE pregou na Frígia e morreu como mártir em Hierápolis.

ANDRÉ pregou na Grécia e Ásia Menor. Foi crucificado.

TIAGO (o mais velho) pregou em Jerusalém e na Judéia. Foi decapitado por Herodes.

SIMÃO PEDRO pregou entre os judeus chegando até a Babilônia, esteve em Roma, onde foi crucificado com a cabeça para baixo.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

A Salvação e a Graça Divina

Todas as relações de Deus com a humanidade na época atual, são baseadas na graça. Isto significa que Ele dispensa aos homens, favor que estes não merecem.
A palavra graça é encontrada mais de 160 vezes na Bíblia. Só o Novo Testamento, menciona esta palavra 128 vezes. Deus é chamado “o Deus de toda a graça” (1 Pe 5:10); Cristo é apresentado como sendo “cheio da graça” (Jo 1:14), e o Espírito Santo é chamado “o Espírito da graça” (Hb 10:29). Destarte, as três pessoas da Divindade estão intimamente ligadas à graça.

Definição de “Graça”

A palavra é empregada no Velho Testamento com o sentido de “curvar-se ou inclinar-se em bondade para um inferior”. O Novo Testamento a emprega com o sentido de “favor”, “boa vontade”, “benevolência”.
Damos abaixo, algumas definições que auxiliam grandemente a compreender o que é a graça.
a) “Graça é o amor demonstrado para com quem não é digno dele. Deus é amor; mas quando Ele outorga esse amor a pecadores culpados, impuros e rebeldes, está revelando graça”.
b) “O amor que olha para cima, é adoração. O amor que se manifesta no seu próprio nível, é afeição. O amor que desce para alcançar os inferiores, é a graça”.
c) “Graça é Deus demonstrando tão somente amor e misericórdia, quando nós merecíamos tão somente ira e castigo. É Deus inclinando-Se para nós em amor infinito”.
d) “Graça é Deus dando o que o céu tem de melhor, para salvar o que a terra tem de pior”.

Contraste entre a Dispensação da Lei e a da Graça

Não se deve confundir a graça com as obras. Se o homem pudesse obter a salvação pela prática das boas obras, então a salvação seria apenas a sua recompensa (Rm 4:4-5; Rm 11:6). Deus não deve nada ao homem; a salvação é um dom gratuito.
Também não se deve confundir a graça com a lei. Os homens não são salvos pela observância da lei, e sim pela graça. O que se segue ajudará a esclarecer este ponto.

a) A lei impõe uma tarefa a realizar.
A graça fala de uma tarefa já realizada.
b) A lei diz: “Faze isto e viverás”.
A graça diz: “Vive, e então farás”.
c) A lei diz: “Amarás o Senhor teu Deus”.
A graça diz: “De tal maneira amou Deus ao mundo” (Jo 3:16), e: “Nós O amamos porque Ele nos amou primeiro” (I Jo 4:19)
d) A lei condena aos melhores (Rm 3:19).
A graça salva aos piores (Rm 3:24, 4:5).
e) A lei revela o pecado (Rm 3:20)
A graça revela a salvação (Tt 2:11-13).

Na Dispensação da Lei o homem obedecia, a Lei de Deus para ser salvo, na dispensação da Graça o homem obedece porque é salvo, e esta obediência não é conseguida pelos méritos humanos mas pela obra regeneradora e santificadora do Espirito Santo em nossas vidas, os méritos são Dele e não nosso, aleluia!

 A necessidade da Graça

O homem é ser pecaminoso e rebelde contra a santa lei de Deus (Rm 3:23; Cl 1:21). Portanto, o homem nada merece senão o castigo de Deus. Perante o tribunal de Deus, o homem é culpado por ter violado a Sua santa lei (Rm 3:19; Gl 3:10; Tg 2:10). Por isso o homem está sujeito à maldição de Deus.
Depois de rejeitar e assassinar o Filho de Deus, não há absolutamente nada que o homem possa merecer dEle (Jo 12:31-33; 3:18).

Salvação pela graça

Se o homem pode ser salvo é, devido à graça de Deus. Mas, Deus é santo e não pode tolerar o pecado; este tem de ser punido.
O Evangelho nos revela como Deus pode salvar os pecadores pela graça , permanecendo, apesar disso, o mesmo Deus santo. Cristo sofreu a ira do juízo de Deus contra o pecado, e agora, baseado na Obra de Cristo Deus pode perdoar os pecadores daqueles que confiam no Senhor Jesus.
Cristo já consumou a obra. A graça exige unicamente fé por parte do pecador que procura a salvação (Ef 2:8-9).

Bênçãos obtidas pela graça

A graça traz muitos benefícios maravilhosos para o pecador. Dois dos maiores são os seguintes:
A salvação (Tt 2:11-13). Isto significa que o crente tem a vida eterna.
Acesso à presença de Deus (Rm 5:2). Isto significa que o verdadeiro crente pode entrar na presença de Deus pela oração. Ele não está mais separado de Deus por causa dos seus pecados.

Deus quer só o coração?

Deus quer só o coração? A Santificação deve atingir corpo, alma e espirito do homem.
16618004[1][1]
A importância da Santificação
(II Corintios 7:1) - ORA, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus.

1-POR QUE DEVEMOS NOS SANTIFICAR?
a) Porque é um mandamento de Deus (1 Pe 1.15)
(I Pedro 1:15) - Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; 

b) Para ter a vida eterna (Rm 6.22)
(Romanos 6:22) - Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna.
c) Porque é a vontade de Deus para a vida do crente (1 Ts 4.3)
(I Tessalonicenses 4:3) - Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da prostituição;
d) Para podermos ver a Deus (Hb 12.14)
(Hebreus 12:14) - Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor;

2-O QUE EM NÓS, NO NOSSO SER, DEUS DESEJA SANTIFICAR?
Corpo, alma e espírito
(I Tessalonicenses 5:23) - E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo.

3-QUE RECOMENDAÇÕES DEUS NOS DÁ À SANTIFICAÇÃO DO CORPO?
a) Devemos apresentar o nosso corpo como sacrificio (Rm 12.1)
(Romanos 12:1) - ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
b) Devemos saber possuir o nosso corpo (1 Ts 4.4)
(I Tessalonicenses 4:4) - Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra;

4-POR QUE DEUS SE INTERESSA EM SANTIFICAR O CORPO?
Porque é o templo do Espírito Santo (1 Co 6.19)
(I Corintios 6:19) - Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

5-O QUE DO CORPO DO SALVO DEVE SER SANTIFICADO?
Os membros do corpo (Rm 6.19)
(Romanos 6:19) - Falo como homem, pela fraqueza da vossa carne; pois que, assim como apresentastes os vossos membros para servirem à imundícia, e à maldade para maldade, assim apresentai agora os vossos membros para servirem à justiça para santificação.

6- EXEMPLO DE MEMBROS DO NOSSO CORPO QUE DEVEM SER SUBMETIDOS A ESTE PROCESSO
a) Cabelo (1 Co 11.6,14,15; Mt 5.36; Rm 1.25;9.19,20)
b) Lingua (Tg 3.6; 1Pe 3.10;Sl 105.5)
c) Ouvidos (Ap 3.22)
d) A vestimenta do corpo (1Tm 2.9,10;1Pe 3.5;Dt 22.5;Ap 16.15)
e) Os pés (Pv 6.18)
f) O coração (Pv 4.23)
g) Mãos (Tg 4.8)
h) Olhos (2Pe 2.14)

Você ainda acredita que Deus ainda só quer o coração?????

domingo, 11 de julho de 2010

COMO RECONHECER UM FALSO MINISTRO

I - Introdução

Nos últimos dias vamos ver mais manifestações espirituais como nunca visto antes.Vejamos o que diz a Palavra de Deus:
(I Timóteo 4:1) - Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
(I Timóteo 4:2) - Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;
Por este motivo a igreja do Senhor necessita estar alerta, para que o inimigo não venha ter êxito e atrapalhar sua comunhão com Deus.
Deus tem derramado do seu Espírito,mas satanás tenta falsificar as obras de Deus com a finalidade de enganar "se possível até mesmos os escolhidos".
(Mateus 24:24) - Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.
Muitos atualmente estão enredados nesta armadilha, por pensarem que apenas por uma coisa ser sobrenatural deve ser de Deus mas a Bíblia nos adverte:
(I João 4:1) - AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
No entanto alguns questionamentos vêm à mente de muitos cristãos ,tais como:
Como podemos discernir quando é um espírito enganador que está agindo na vida de alguém?
Como podemos saber se uma pessoa é um falso ministro ou falso profeta?
Por isso consideremos oito sinais para reconhecer um falso mestre ou falso ministro.

II – Sinais para reconhecer um falso Ministro

1- Ministros falsos normalmente vem como “Anjo de Luz”, dizendo ser portador de uma “Revelação Espiritual” de Deus
(II Corintios 11:13) - Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo.
(II Corintios 11:14) - E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.
(II Corintios 11:15) - Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.
O apóstolo Paulo nos revela através destes versículos, algumas verdades:
a)Os falsos obreiros se apresentam disfarçados de homens de Deus, inclusive com credenciais;
b) Satanás, com o objetivo de enganar, pode agir como um ”anjo de luz” e seus ministros como “ministros da justiça”.
c)Existem ministros de satanás: falsos profetas,falsos mestres (aparentemente ministros da justiça)
d)Estes ministros de satanás vêm como :pregadores,pastores,mestres,apóstolos,etc...
Assim como Deus tem seus ministros,satanás também possui os seus, com o objetivo de infiltra-los na igreja do Senhor ,para enganar os escolhidos de Deus.Estes ministros de satanás,como a Bíblia diz,vêm disfarçados como ministros de justiça, aparentemente mostram um alto nível de santidade,usando dons para exaltação própria e impor aos que o ouvem a imagem de um grande "homem de Deus".
(Mateus 23:28) - Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.
(Mateus 7:15) - Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

Em muitas das vezes,dizem ter uma "nova unção e poderosa revelação de Deus",que receberam "luz" de Deus,ou seja, entendimento maior na Palavra do que os pastores.Eles acham-se os mais espirituais e crêem ter mais compreensão espiritual que os demais.
Lembramo-nos do que está escrito:
(II Pedro 2:1) - E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.
(II Pedro 2:2) - E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade.
(II Pedro 2:3) - E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
(Gálatas 1:8) - Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.
Devemos ter cuidado com pessoas que dizem ter recebido revelações profundas, que outros não receberam e não estão baseadas nas Escrituras.Quase sempre é sinal de um falso ministro ,um enganador.
Lembre-se que qualquer revelação deve ser examinada pela palavra de Deus.
Cuidado com doutrinas que "torcem" as escrituras Sagradas e cuja tendência é sempre para o mais fácil,mais parecido com o mundo,mais liberal.Cuidado!
Quando a pessoa crê que sabe mais que todos os outros,até mesmo sabe mais que o pastor,pode ser que o inimigo queira que seja levantado o orgulho espiritual.
Esta frase "eu sei tudo,conheço tudo", é uma porta aberta a satanás, o orgulho vem antes da queda ,foi assim desde o princípio.
Um outro ambiente favorável ao surgimento de falsos profetas, é quando surgem facções,panelinhas, e começa que aquele grupo é mais espiritual que os demais,que estão recebendo revelação mais profunda,experiências maiores,profecias fora da igreja, profetas que só profetizam bênção,etc.

2- Falsos Ministros atacam com o objetivo de “Desacreditar” o pastor e os lideres espirituais da igreja local
Quando os falsos ministros vêm,tem o interesse que os crentes lhe sigam,a fim de dividir e levar muitos à perdição.Para isso, eles tentam convencer a congregação que os pastores e seus líderes não possuem toda "luz" que eles têm.
Procuram inicialmente aproximar-se do líder e ganhar sua confiança ,mas no fundo são insubmissos às autoridades constituídas sob eles.Usam de várias astúcias para isso, entre elas profecias lisonjeiras,dizem sempre estar à disposição para qualquer coisa, aparentemente estão ao lado de seu pastor,mas sua intenção é aproveitar-se dele.
(Hebreus 13:17) - Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.
(II Pedro 2:3) - E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
São atentos a qualquer problema dentro da igreja com a finalidade de tirar proveito de alguma situação, principalmente quando se refere a diferenças entre irmãos.
São extremamente políticos,nunca tem uma posição firme,quando está com um alguém que pensa de determinada maneira se coloca a seu favor mas quando está com pessoas que pensam de outra forma se posiciona favorável também ,mesmo em questões que vão contra a Palavra de Deus.
O seu principal interesse é alcançar cargos, posições elevadas, altos graus ministeriais a fim de viverem bem as custas de outros.São como os escribas nos tempos de Jesus:
(Marcos 12:38) - E, ensinando-os, dizia-lhes: Guardai-vos dos escribas, que gostam de andar com vestes compridas, e das saudações nas praças,
(Marcos 12:39) - E das primeiras cadeiras nas sinagogas, e dos primeiros assentos nas ceias;
(Marcos 12:40) - Que devoram as casas das viúvas, e isso com pretexto de largas orações. Estes receberão mais grave condenação.
Muitas vezes se fazem de pobrezinhos,os mais injuriados e perseguidos e agem sempre com o objetivo de usurparem a todos que se aprossimam deles.Seu pricipal alvo são pessoas sencíveis ,de bom coração e com certos recursos financeiros.
(II Pedro 2:13) - Recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites quotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco;
(II Pedro 2:14) - Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição;
Quando não conseguem sustentar aquela aparência e a máscara cai,sua tática então é criticar,condenar,promover dissensões,colocar em dúvida diante da igreja a eqüidade dos lideres espirituais a fim de tirar a confiança das ovelhas no seu pastor,e assim não escutem-o.
(II Pedro 2:18) - Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro,
(Mateus 7:15) - Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

3- Os falsos Ministros normalmente pregam uma mensagem de destruição e morte
Os falsos ministros têm na sua boca uma mensagem de destruição e morte principalmente àqueles que lhe resistem.
Crêem que são profetas,e muitas vezes imitam os profetas do Antigo Testamento.
(João 3:17) - Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.
ACESSO AO TRONO DA GRAÇA
O profeta do AT foi um mediador entre Deus eo povo, e muitas vezes sua mensagem era de juízo.
No Novo Testamento a Bíblia nos ensina que há um só mediador entre Deus e os homens,Jesus Cristo.
Agora temos livre acesso ao trono da graça por intermédio do sangue de Jesus.
Não precisamos de um profeta ou um sacerdote para mediar entre nós e Deus, podemos chegar diretamente a sua presença
(Hebreus 4:14) - Visto que temos um grande sumo sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão.
(Hebreus 4:15) - Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.
(Hebreus 4:16) - Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.

4- Falsos Ministros normalmente vem de um lugar longe
Nem todos vêm de lugar longe,mas grande parte não são da mesma cidade,onde pessoas lhe conhecem pelos seus frutos e obras.
Usualmente declaram que Deus enviou até você ou a Igreja com uma mensagem.
Porém não é por que dizem isso que realmente são enviados por Deus!
Muito cuidado quando um "profeta" vem de um lugar longe.
Eles costumam chamar a si mesmos de profetas para estabelecer sua autoridade,mas se são profetas de verdade vamos conhece-los sem que nos anuncie.
Normalmente os falsos ministros falam muito acerca de dinheiro,prosperidade (aquela de negociar com Deus),e se você não lhes ajuda se ofendem e ficam murmurando.

(II Tessalonicenses 3:10) - Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também.
Jesus mesmo nos ensina a reconhecê-los:
(Mateus 7:15) - Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
(Mateus 7:16) - Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
(Mateus 7:17) - Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.

O segredo para reconhecer um falso ministro está nos seus frutos.
Orgulho, ganância, prepotência, insubmissão, mentiras, invejas e toda sorte de obras da carne não oriundos de uma vida transformada.Gl 5.19-21

5-Falsos Ministros são rebeldes, não reconhecem e não respeitam a autoridade dos lideres da igreja local
(Hebreus 13:17)- "Obedecei a vossos pastores,e sujeitai-vos a eles...."
Falsos ministros não querem que ninguém lhes fale o que fazer,não querem que ninguém os instrua, não recebem correção e instrução por que crêem que já tem mais "luz" que você e o pastor.
Às vezes o pastor tem que repreende-los publicamente.
Esta classe de gente são enviados de satanás.Os seus ministros não se sujeitam nem honram a autoridade de ninguém.

6- Falsos Ministros e enganadores têm o sobrenatural no seu ministério, mas não possuem o Fruto do Espírito
Há muitas coisas sobrenaturais que estão acontecendo no mundo hoje,que não são de procedência Divina.
(Marcos 13:22) - Porque se levantarão falsos cristos, e falsos profetas, e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos.
Um sinal para se reconhecer um falso ministro, mesmo acontecendo o sobrenatural ,é que não haverá em sua vida o fruto do Espírito.
(Gálatas 5:22) - Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
Vejamos como o sobrenatural acompanha estes falsos ministros enganadores:
a)Falsos profetas
(Mateus 7:15) - Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
b)Milagres enganadores
(II Tessalonicenses 2:7) - Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado;
(II Tessalonicenses 2:8) - E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda;
(II Tessalonicenses 2:9) - A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira,
(II Tessalonicenses 2:10) - E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem.
c)Fogo cair do céu
(Apocalipse 13:13) - E faz grandes sinais, de maneira que até fogo faz descer do céu à terra, à vista dos homens.
(Apocalipse 13:14) - E engana os que habitam na terra com sinais que lhe foi permitido que fizesse em presença da besta, dizendo aos que habitam na terra que fizessem uma imagem à besta que recebera a ferida da espada e vivia.
d)Espíritos de demônio fazendo milagres

(Apocalipse 16:14) - Porque são espíritos de demônios, que fazem prodígios; os quais vão ao encontro dos reis da terra e de todo o mundo, para os congregar para a batalha, naquele grande dia do Deus Todo-Poderoso.
RESULTADO DOS MINISTROS FALSOS E SEUS FRUTOS:
Confusão, divisão, contenda, engano,destruição,falsa santidade...

7- Os falsos Ministros muitas vezes não têm filiação com nenhuma igreja local, ninguém pode dar testemunho de seu ministério, funciona independente
De onde você vem? De que congregação? Tem alguém nesta cidade que te conhece? Nós poderíamos telefonar para a Igreja onde você esteve nos últimos seis meses?
Para estas perguntas não darão respostas ou evitam responder.
Muitas vezes não querem que ninguém saiba de onde vieram,provavelmente por que deixaram um mau testemunho e causaram muitos prejuízos.
Seu passado é sempre obscuro e sombrio,muitas vezes seus filhos estão desviados e nem mesmo sua esposa acredita naquilo que diz.
(II Pedro 2:17) - Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva.

8- Falsos Ministros não pregam contra o pecado e sim por conveniência
A atuação do falso ministro objetiva as multidões que procura um evangelho fácil sem renuncia e sua pregação não traz a característica do profeta João Batista, que pregava a verdade mesmo que isso lhe custasse a cabeça. Ao contrário disso, sua pregação é do tipo:
"Deus só quer o coração, na minha igreja você não precisa deixar de nada ,pode fazer tudo o que quiser", este evangelho sem cruz, que o homem não precisa negar-se a si mesmo não é o evangelho que Jesus ensinava.
(Mateus 16:24) - Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me;
Falsos ministros não pregam um evangelho priorizando a salvação das pessoas que o assistem.Sua pregação é baseada no materialismo,desejo próprio e preceitos humanos e carnais.
Nos seus seguidores não se encontra santificação na maneira de viver (vestir,agir,falar...), ou seja, não se encontra uma diferença entre os que servem a Deus e os que não servem (Malaquias 3.18).
(I Pedro 1:15) - Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;

(Malaquias 3:18) - Então voltareis e vereis a diferença entre o justo e o ímpio; entre o que serve a Deus, e o que não o serve.

A maneira de vestir-se ou proceder não é um caminho ou meio para a obtenção da salvação e sim uma conseqüência da obra de salvação (regeneração e santificação) operada pelo Espírito Santo na vida do homem. Esta conseqüência oriunda da salvação não é encontrada na vida de seguidores de falsos ministros porque eles não ensinam ao povo a verdade.
Deus não quer apenas o nosso “coração” (espírito e alma) mas também nosso corpo irrepreensível para sua vinda:
(I Tessalonicenses 5:23) - E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo.

Deus quer que apresentemos a Ele o nosso culto racional que é o nosso corpo em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.
(Romanos 12:1) - ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.
Vejamos o que a Bíblia nos ensina acerca da pregação destes falsos ministros:
a) Introdução de heresias:
(II Pedro 2:1) - E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição.

b) Seguem a natureza carnal,visão apenas humana:
(II Pedro 2:12) - Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção,
c) O pecado é marca na sua vida:
(II Pedro 2:14) - Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição;
d) Falam coisas arrogantes de vaidades:
(II Pedro 2:18) - Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro,
e) Prometem liberdade ou seja,o que é pecado para eles não tem problema:
(II Pedro 2:19) - Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo.
f) Estão dominados por espírito enganador e ensinam doutrinas de demônios:
(I Timóteo 4:1) - MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios;
g) Falam mentiras e tem sua mente cauterizada pelo pecado,são cegos espirituais :
(I Timóteo 4:2) - Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência;
h) Tentam parecer justos aos olhos humanos:
(Mateus 23:28) - Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas
interiormente estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.
i) Suas palavras são vãs filosofias e sabedoria humana
(Efésios 5:6) - Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.
j) Convertem em dissoluções a graça de Deus:
(Judas 1:4) - Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.


III - CONCLUSÃO
Um falso ministro ou falso mestre nem sempre é identificado imediatamente, é preciso estar vigiando e orando para que se possa identificá-los.
(Salmos 101:7) - O que usa de engano não ficará dentro da minha casa; o que fala mentiras não estará firme perante os meus olhos.
Nuca esqueça que esta não é uma batalha carnal e sim espiritual, por isso o dever do crente é orar pelos pastores e líderes da igreja.
Ajude a pessoas que foram enganadas por falsos ministros a fim de que a situação não atrapalhe sua comunhão com Deus e enterre seu ministério, que é o verdadeiro objetivo de satanás ao utilizar estes homens.
Lembre-se das palavras de Jesus:

(Mateus 7:20) - Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.
(Mateus 7:21) - Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.
(Mateus 7:22) - Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em eu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?
(Mateus 7:23) - E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.
Ao estar diante de uma situação de dúvida ao ver alguém profetizar,pregar lembre-se de que não se deve olhar para dons, milagres, sinais ou prodígios devemos procurar o fruto do espírito e analisar o testemunho que a pessoa dá diante do mundo e da Igreja do Senhor.
(I João 4:1) - AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.
(I Tessalonicenses 5:21) - Examinai tudo. Retende o bem.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

12 RAZÕES PORQUE O CRENTE DEVE IR AO TEMPLO

1- Para adorar:
(Lucas 24:52) - E, ADORANDO-O eles, tornaram com grande júbilo para Jerusalém.    
(Lucas 24:53) - E estavam sempre no templo, LOUVANDO E BENDIZENDO a Deus. Amém.
2-Para Orar:
(Atos 3:1) - E Pedro e João subiam juntos ao templo à hora da ORAÇÃO, a nona.
3-Para aprender:
(Salmos 27:4)- Uma coisa pedi ao Senhor e a buscarei: que possa morar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do Senhor e APRENDER no seu templo.
4-Para agradecer:
(Salmos 122:1) - ALEGREI-ME quando me disseram: Vamos à casa do SENHOR. 
(Salmos 122:4) - Onde sobem as tribos, as tribos do Senhor, até ao testemunho de Israel, para darem GRAÇAS ao nome do Senhor.
5-Para ver a glória de Deus:
(Salmos 63:2) - Para ver a tua força e a tua GLÓRIA, como te vi no santuário.
6-Porque Jesus nos deu o exemplo:
(Mateus 21:23) - E, chegando ao templo, acercaram-se dele, estando já ensinando, os príncipes dos sacerdotes e os anciãos do povo, dizendo: Com que autoridade fazes isto? E quem te deu tal autoridade?   
(Lucas 21:38) - E todo o povo ia ter com ele ao templo, de manhã cedo, para o ouvir.
(João 7:14) - Mas, no meio da festa subiu Jesus ao templo, e ensinava.
7-Porque o Espírito Santo nos impulsiona a ir ao templo:
(Lucas 2:27) - E pelo Espírito foi ao templo e, quando os pais trouxeram o menino Jesus, para com ele procederem segundo o uso da lei,
8-Porque os apóstolos de Jesus nos deram exemplo:
(Atos 3:1) - E PEDRO e JOÃO subiam juntos ao templo à hora da oração, a nona.
9-Porque fazemos parte da família de Deus:
(Efésios 2:19) - Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da FAMÍLIA de Deus;
10-Porque devemos estar unidos aos irmãos:
(Salmos 133:1) - OH! Quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em UNIÃO.
11-Porque desta maneira estamos em comunhão com os irmãos assim como vivia a igreja primitiva:
(Atos 2:42) - E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações.
12-Porque Deus repreendeu severamente o povo de Israel quando deixaram de ir ao Templo deixando "deserta" a casa de Deus:
(Ageu 1:4) - Porventura é para vós tempo de habitardes nas vossas casas forradas, enquanto esta casa fica deserta?
(Ageu 1:6) - Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vesti-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado.

sábado, 19 de junho de 2010

25 RAZÕES POR QUE SOU DIZIMISTA

01 - Sou dizimista, porque o Dízimo é Santo. (Lv 27.30-32)

02 - Sou dizimista, porque quero ser participante das grandes bênçãos de Deus. (Ml 3.10-12)

03 - Sou dizimista, porque amo a obra de Deus, na face da Terra. (Ml 3.10)

04 - Sou dizimista, porque se não ficarei com dívidas para com Deus. (Lv 27.13-31)

05 - Sou dizimista, porque Deus é dono de tudo. (Sl 24.1)

06 - Sou dizimista, porque eu mesmo vou gozá-lo na casa de Deus. (Dt 14.22,23)

07 - Sou dizimista, porque mais bem aventurado é dar do que receber. (At 20.35)

08 - Sou dizimista, porque Deus ama quem dá com alegria. (2 Co 9.7)

09 - Sou dizimista, porque tudo vem das mãos de Deus. (1 Cr 29.14)

10 - Sou dizimista, porque não sou avarento. (1 Tm 6.10)

11 - Sou dizimista, porque meu rico tezouro está no céu. (Mt 6.19-21)

12 - Sou dizimista, porque tudo o que peço recebo. (Mt 7.7-9)

13 - Sou dizimista, porque obedeço as Leis de Deus. (At 5.29)

14 - Sou dizimista, porque a bênção do Senhor é que enriquece. (Pv 10.22)

15 - Sou dizimista, porque para cada Lei Deus promete recompensa. (Sl 19.7)

16 - Sou dizimista, porque receberei de Deus com a mesma medida (Lc 6.38)

17 - Sou dizimista, porque os pensamentos de Deus são mais altos. (Is 55.9)

18 - Sou dizimista, porque Deus diz: Fazei prova de mim. (Ml 3.10)

19 - Sou dizimista, porque Deus me escolheu e me nomeou. (Jo 15.16)

20 - Sou dizimista, porque minha descendência não mendiga o pão. (Sl 37.25)

21 - Sou dizimista, porque meu salário não será posto em saco furado. (Ag 1.6)

22 - Sou dizimista, porque é minha responsabilidade o sustento da Igreja. (Ml 3.8)

23 - Sou dizimista, porque quero ter a consiência tranquila. (1 Tm 1.19)

24 - Sou dizimista, porque tudo o que o homem plantar, isso ceifará. (Gl 5.7)

25 - Sou dizimista, porque Deus suprirá todas as minhas necessidades. (Fp 4.19)

dizimista1

quarta-feira, 16 de junho de 2010

O VOTO AO SENHOR

O QUE É UM VOTO? É um propósito ou promessa da qual o homem faz diante de Deus. Este pode ser condicional, ou seja, dependendo que alguma coisa aconteça, ou incondicional.

EXEMPLOS DE VOTOS AO SENHOR, NA BÍBLIA:

(I Samuel 1:21) - E subiu aquele homem Elcana com toda a sua casa, a oferecer ao SENHOR o sacrifício anual e a cumprir o seu voto.
(Jó 22:27) - Orarás a ele, e ele te ouvirá, e pagarás os teus votos.
(Salmos 22:25) - O meu louvor será de ti na grande congregação; pagarei os meus votos perante os que o temem.
(Salmos 61:5) - Pois tu, ó Deus, ouviste os meus votos; deste-me a herança dos que temem o teu nome.
(Salmos 61:8) - Assim cantarei louvores ao teu nome perpetuamente, para pagar os meus votos de dia em dia.
(Salmos 65:1) - A TI, ó Deus, espera o louvor em Sião, e a ti se pagará o voto.(Salmos 76:11) - Fazei votos, e pagai ao SENHOR vosso Deus; tragam presentes, os que estão em redor dele, àquele que é temível.
(Salmos 116:14) - Pagarei os meus votos ao SENHOR, agora, na presença de todo o seu povo.
(Provérbios 7:14) - Sacrifícios pacíficos tenho comigo; hoje paguei os meus votos.
(Isaías 19:21) - E o SENHOR se dará a conhecer ao Egito, e os egípcios conhecerão ao SENHOR naquele dia, e o adorarão com sacrifícios e ofertas, e farão votos ao SENHOR, e os cumprirão.
(Jonas 1:16) - Temeram, pois, estes homens ao SENHOR com grande temor; e ofereceram sacrifício ao SENHOR, e fizeram votos.
(Atos 21:23) - Faze, pois, isto que te dizemos: Temos quatro homens que fizeram voto.

A SERIEDADE DE DEUS, AO TRATAR DE SEUS VOTOS:

(Números 30:2) - Quando um homem fizer voto ao SENHOR, ou fizer juramento, ligando a sua alma com obrigação, não violará a sua palavra: segundo tudo o que saiu da sua boca, fará.
(Deuteronômio 23:21) - Quando fizeres algum voto ao SENHOR teu Deus, não tardarás em cumpri-lo; porque o SENHOR teu Deus certamente o requererá de ti, e em ti haverá pecado.
(Eclesiastes 5:4) - Quando a Deus fizeres algum voto, não tardes em cumpri-lo; porque não se agrada de tolos; o que votares, paga-o.
(Salmos 50:14) - Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Janela 10/40

É a região entre o Atlântico e o Pacífico, e entre os paralelos 10 e 40 de latitude norte, onde vive a maior população mundial com menos oportunidade de ouvir o evangelho.

Janela 10/40

Os países são:
- ÍNDIA Evangélicos 1%
- MAURITÂNIA Evangélicos 0 %
- SUDÃO Evangélicos 3%
- AFEGANISTÃO Evangélicos 0,02%
- JAPÃO Evangélicos 3%
- GUINÉ-BISSAU Evangélicos 1,2%
- KUWEIT Evangélicos 0,5 %
- BANGLADESH Evangélicos 0,2 %
- BUTÃO Evangélicos 0,03 %
- ARÁBIA SAUDITA Evangélicos 0,007%
- GUINÉ Evangélicos 0,75 %
- TAILÂNDIA Evangélicos 0,3 %
- NIGER Evangélicos 0,1 %
- KIRGHIZISTÃO Evangélicos 0,003 %
- IRÃ Evangélicos 0,05 %
- BUKINA-FASO Evangélicos 3 %
- MALI Evangélicos 0,9 %
- AZERBAIDJÃO Evangélicos 0,003 %
- BENIM Evangélicos 2 %
- INDONÉSIA Evangélicos 6 % - LAOS Evangélicos 1,9 %
- SAARA OCIDENTAL Evangélicos 0%
- EGITO Evangélicos 0,8 %
- UZBKISTÃO Evangélicos 0,001 %
- NEPAL Evangélicos 0,5 %
- EMIRADOS ÁRABES Evangélicos 0,7 %
- ALBÂNIA Evangélicos 5 %
- MARROCOS Evangélicos 0,01 %
- IRAQUE Evangélicos 0,5 %
- SRI LANCA Evangélicos 0,9 %
- ISRAEL Evangélicos 0,35 %
- TADJIKISTÃO Evangélicos 0,001 %
- CHINA Evangélicos 4 %
- DJIBUTI Evangélicos 0,03 %
- LEMEN Evangélicos 0,01 %
- VIETNÃ Evangélicos 0,6 %
- FORMOSA Evangélicos 3 %
- BAHREIN Evangélicos 1,5 %
- BRUNEI Evangélicos 0,06 %
- LÍBANO Evangélicos 4,3 %
- CATAR Evangélicos 0,007 %
- TURKOMENISTÃO Evangélicos 0,001 %
- ETIOPIA Evangélicos 10 %
- BISMÂNIA Evangélicos 4%
- TIBET Evangélicos 0,02 %
- ARGÉLIA Evangélicos 0,01 %
- LÏBIA Evangélicos 0,1 %
- MALÁSIA Evangélicos 2 %
- OMÃN Evangélicos 0,1 %
- CAZAQUISTÃO Evangélicos 0,004 %
- TUNÍSIA Evangélicos 0,001 %
- CAMBOJA Evangélicos 0,05 %
- TURQUIA Evangélicos 0,03 %
- CORÉIA DO NORTE Evangélicos 0,5 %
- SOMÁLIA Evangélicos 0,01 %
- PAQUISTÃO Evangélicos 0,5 %
- NIGÉRIA Evangélicos 17 %
- MALDIVAS Evangélicos 0,1 %
- JORDÂNIA Evangélicos 0,4 %
- SENEGAL Evangélicos 0,1 %
- SIRIA Evangélicos 0,1 %
- MONGÓLIA Evangélicos 0,1 %.

Creio que a busca de recursos e estratégias para alcançar os países da Janela 10/40 seja um dos assuntos mais abordados pelas igrejas, agências missionárias e organizações que se interessam em fazer parte da grande comissão.
Chamamos essa região de Janela 10/40, porque está localizada entre os paralelos 10/40 do globo terrestre, um espaço comparado a uma janela retangular, que se estende desde o oeste da África até o leste da Ásia. Os países dessa região são considerados o “Cinturão da Resistência”, ou seja, um número expressivo de povos não alcançados pelo evangelho. Ao todo são 62 países localizados na Janela 10/40. O maior desafio missionário dos últimos tempos. Para você que está iniciando um departamento missionário em sua igreja é necessário conhecer um pouco dessa realidade.
É justamente nessa região onde acontece o maior número de guerras e tragédias no mundo. Lá também, está o maior índice de analfabetismo e mortalidade infantil. Ali está o berço do mundo, onde há três religiões que crescem muito: Budismo, Islamismo e Hinduísmo.

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Como fazer missões

VISÃO, AMOR PELOS PERDIDOS E DISPOSIÇÃO 

Para iniciar um trabalho missionário numa igreja, é missoes1necessário primeiramente que, aquelas pessoas interessadas em fazê-lo, se prontifiquem a compreender a vontade de Deus em relação ao assunto. Para isso, precisam ter a visão certa: a visão de Deus. Então podemos fazer algumas perguntas para entendermos melhor sobre essa necessidade.
- O que você sente no coração quando ouve alguém falar sobre as necessidades do mundo?
- Idéias novas e diferentes surgem em sua mente quando alguém lhe fala sobre missões?
- Você ora constantemente pelos missionários que estão no campo?
- Você tem influenciado outros para se envolverem com missões?
- Quando alguém compartilha contigo a respeito do seu chamado, você o incentiva a continuar?
- Você já mobilizou pessoas alguma vez a enviar uma oferta missionária para missões?
- Você gosta de participar de conferências, congressos, acampamentos que abordam o tema missões?
- Você envia periodicamente oferta para algum missionário no campo?


Deu para sentir que as perguntas acima apontam uma ligação inquebrável das três áreas necessárias na vida da igreja, para alguém iniciar um departamento missionário. Essas áreas são, na verdade, a essência do compromisso missionário que todo cristão deve ter no seu dia a dia, elas são:

VISÃO + AMOR PELOS PERDIDOS + DISPOSIÇÃO = M I S S Õ E S

Mais de dois bilhões e setecentos milhões de seres humanos, número que representa cerca de dois terços da humanidade, ainda não foram evangelizados. Sentimo-nos envergonhados da nossa negligência para com tanta gente; continua sendo uma reprimenda para nós e para toda a Igreja. Há, no momento, todavia, em muitas partes do mundo, uma receptividade sem precedentes para com o Senhor Jesus Cristo. Estamos convictos de que esta é a hora de as igrejas e outras instituições orarem fervorosamente pela salvação do povo não evangelizado e de lançarem novos programas visando a evangelização total do mundo.

"E disse-lhes: Ide por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda criatura" Marcos 16:15

As Boas Novas do Evangelho foram deixadas na terra por Jesus, para toda a raça humana. Por isso, devemos ir por todo mundo, e não apenas para algumas regiões. O "Ide" é imperativo e não opcional. Este é o nosso chamado como corpo de Cristo, é a nossa responsabilidade: ir e pregar o evangelho.

VISÃO - Olhar para o mundo sob a perspectiva bíblica. Saber que Jesus morreu por todos os homens. Conhecer as necessidades do homem e ter a verdadeira consciência sobre as responsabilidades conferidas a você para mudar tal situação.

AMOR PELOS PERDIDOS - Uma paixão desenfreada por aqueles que se perdem no mundo. Preocupação autêntica com as pessoas que ainda não foram alcançadas pelo evangelho. Sofrimento e dor quando ouve alguma notícia sobre a situação caótica da raça humana. Sente a responsabilidade de mudar a situação.

DISPOSIÇÃO - Levanta-se para fazer algo concreto em benefício das pessoas. Não mede esforços para trabalhar na casa de Deus. Está sempre alegre em saber que tudo aquilo que é feito para a obra de Deus é bom e satisfatório. Não importa o resultado imediato, o importante é que o nome do Senhor está sendo glorificado. Dispõe-se debaixo de uma vívida e empolgante responsabilidade para mudar a situação.

Visão = Conhecer a responsabilidade.
Amor pelos perdidos = Sentir a responsabilidade.
Disposição = Agir sob a responsabilidade.

Fazer missões é algo imperativo para o povo de Cristo. O "Ide" é uma ordem do próprio Senhor Jesus.

Assistir Online Pregação Completa - Paul Washer

Sobre Profecias

(Jeremias 23:26) - Até quando sucederá isso no coração dos profetas que profetizam mentiras, e que só profetizam do engano do seu coração?

(Jeremias 23:28) - O profeta que tem um sonho conte o sonho; e aquele que tem a minha palavra, fale a minha palavra com verdade. Que tem a palha com o trigo? diz o SENHOR.

(Jeremias 23:29) - Porventura a minha palavra não é como o fogo, diz o SENHOR, e como um martelo que esmiúça a pedra?

(Jeremias 23:30) - Portanto, eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu próximo.

(Jeremias 23:31) - Eis que eu sou contra os profetas, diz o SENHOR, que usam de sua própria linguagem, e dizem: Ele disse.

(Jeremias 23:32) - Eis que eu sou contra os que profetizam sonhos mentirosos, diz o SENHOR, e os contam, e fazem errar o meu povo com as suas mentiras e com as suas leviandades; pois eu não os enviei, nem lhes dei ordem; e não trouxeram proveito algum a este povo, diz o SENHOR.

(Jeremias 5:30) - Coisa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra.

(Jeremias 5:31) - Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam pelas mãos deles, e o meu povo assim o deseja; mas que fareis ao fim disto?

(I Corintios 14:26) - Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.

(I Corintios 14:29) - E falem dois ou três profetas, e os outros julguem.

(I Corintios 14:32) - E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas.

(I Tessalonicenses 5:19) - Não extingais o Espírito.

(I Tessalonicenses 5:20) - Não desprezeis as profecias.

(I Tessalonicenses 5:21) - Examinai tudo. Retende o bem.

profeta2[1]
A PROFECIA DE DEUS SERVE PARA:
Edificação
Consolação
Exortação
Predição de acontecimentos futuros

Não serve para impressionar alguém, para exaltação do vaso, para se mostrar, ganhar o coração de alguém, a fim de usurpar os bens materiais que as pessoas têm.
Quando um crente é usado com o Dom de profecia e serve-se dela para exercer domínio sobre o pastor, o ministério, já se afastou muito da vontade de Deus e deixou-se levar pelo fanatismo.
A palavra mostra que os profetas apoiavam os servos do Senhor (Ed 5.20;6.14)
Quem é usado com o Dom não se torna um "oráculo" a quem os crentes devem recorrer para ter direção e orientação.
Em todo o NT não se menciona um único caso se quer onde se buscasse direção de Deus através de um profeta
Devemos compreender a necessidade de uma mensagem profética ser provada:
Sabemos que os instrumentos de Deus são vasos de barro, (2Co 4.7). Pode ser que alguém ainda seja criança na fé (1 Co 14.20), ou que não entendeu bem as palavras de Deus, ou que não esteja em condição espiritual adequada para transmitir uma mensagem divina, ou ainda que omita ou acrescente palavras a mensagem profética, ou profetize pela emoção, sentimentos carnais.
Para que ninguém receba uma mensagem errada ou parcialmente inspirada, Deus determinou que as profecias sejam julgadas.

Quando O Espírito de Deus fala o nosso espírito tem que testificar, temos paz no coração.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

O que tens priorizado?

(Mateus 6: 33) - Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Prioridades da vida e suas conseqüências: 
Correndo[1]
ESAÚ- Priorizou saciar um apetite momentâneo
Conseqüência: Perdeu o direito de primogenitura, perdeu a benção, pois não valorizou o que tinha.
GEAZÍ- Deu prioridade as coisas do mundo do que ao seu ministério, o trabalho para Senhor.
Conseqüência: Lepra e morte
ACÃ- Priorizou a vontade própria, tomar para si o que Deus amaldiçoou (desobedecer a Deus).
Conseqüência: Destruiu com a sua família, tudo o que tinha pereceu, sua vida pereceu.
ISRAEL- Priorizou sua vida material... Deixou de lado a construção do templo, prioridade de Deus.
Conseqüência: Empobrecimento, tudo dava errado...
SAUL- Não conseguiu segurar a bênção de Deus por que priorizou agir por si sem esperar o tempo de Deus.
Conseqüência: Perdeu sua posição, sua chamada, sua unção.

Homens que priorizaram as coisas de Deus:

ABRAÃO- Priorizou fazer a vontade de Deus
Conseqüência: Alcançou a promessa de Deus
DANIEL- Priorizou não se contaminar com os manjares do rei fazendo o que agradava ao Senhor
Conseqüência: Uma vida de comunhão, revelações e de vitória.
PEDRO E JOÃO- Priorizaram ir ao templo, buscar a Deus invés de entretenimento.
Conseqüência: Viram o milagre de Deus sendo realizado na vida do coxo por seu intermédio.
A VIÚVA DE SEREPTA- Priorizou servir ao Senhor com os seus recursos e serviço, do que cuidar dos seus problemas próprios.
Conseqüência: Viu a providência de Deus operando em seu lar, família
JOSÉ- Priorizou ser fiel a Deus invés de ter alguns momentos de prazer carnal.
Conseqüência: Viu os sonhos de Deus se realizando para a sua vida, assumiu o trono, sua família sobreviveu aos anos de seca.